Home / Açores / A Educação é uma prioridade para o Governo dos Açores, reafirma Avelino Meneses 
A Educação é uma prioridade para o Governo dos Açores, reafirma Avelino Meneses 

A Educação é uma prioridade para o Governo dos Açores, reafirma Avelino Meneses 

O Secretário Regional da Educação e Cultura reafirmou hoje, na Horta, que a Educação constitui uma “prioridade” para o Governo dos Açores, como “se deduz pelas verbas destinadas a este setor”, que foram recentemente aprovadas pela Assembleia Legislativa. Avelino Meneses falava em resposta a uma interpelação do PPM ao Governo Regional sobre os maus resultados obtidos nos exames nacionais nos Açores.

O reforço em 13% das verbas para 2015, com particular destaque para o programa de construções escolares e para os projetos pedagógicos, visa, segundo Avelino Menezes, “a recuperação de um atraso secular”, numa “caminhada em que vimos dando passos de gigante”.

Numa intervenção no plenário da Assembleia Legislativa, o Secretário Regional da Educação e Cultura considerou, por isso, citando António da Nóvoa, que “também nos Açores há muitas razões para afirmar que a escola de hoje é infinitamente melhor que a escola de ontem, mais aberta, mais inteligente, mais sensível à diferença”.

Avelino Meneses reconheceu, no entanto, que ainda há um caminho a percorrer, porque “nas coisas da Educação impera o velho ditado: devagar que tenho pressa”.

“Não estamos em tempo de megareformas de matriz centralizadora”, frisou, salientando que “todas as reformas políticas feitas de cima para baixo acabam por fiar a porta da sala de aula”.

“Em vez disso, estamos muito mais em tempo de criação de condições que promovam a inovação estruturalmente mais descentralizada, mais sustentada”, acrescentou.

Nesse sentido, Avelino Meneses recordou que, no ano letivo de 2015/2016, será implementado um plano integrado de promoção para o sucesso escolar, que está em fase de construção por parte dos técnicos da Secretaria Regional da Educação e Cultura, em colaboração com professores e dirigentes escolares e com especialistas ligados a vária universidades portuguesas.

Relativamente aos resultados dos alunos dos Açores nos exames nacionais, recentemente divulgados, Avelino Meneses sublinhou que “apesar de tudo, manda a prudência que se relativizem os resultados convertidos em rankings”, atendendo a que não têm em conta a “diversidade das regiões e das escolas, fazendo um tratamento igual daquilo que é manifestamente diferente”.

“Contra todos quantos, com aparente e incompreensível deleite, proclamam aos quatro ventos o mau desempenho do sistema educativo regional é preciso erguer a verdade dos números que, em 2014, evidenciam um inequívoco progresso sobre 2013, tudo traduzido na obtenção de médias mais levadas e na ocupação de lugares mais favoráveis”, afirmou o Secretário Regional.

Avelino Meneses referiu que, no 1.º Ciclo, 67% das escolas evidenciaram neste ano melhorias nas médias, uma percentagem que sobe para 93% no 2.º Ciclo, enquanto no 3.º Ciclo é de 100% e nas escolas secundárias de 82%.

O Secretário Regional sublinhou ainda os “casos verdadeiramente exemplares” alcançados pelas escolas Jerónimo Emiliano de Andrade, em Angra do Heroísmo, da Calheta, em S. Jorge, e Antero de Quental, em Ponta Delgada.

Apesar destes “verdadeiros indícios de sucesso escolar”, Avelino Meneses considerou que os resultados obtidos nos Açores “ficam ainda aquém do nosso fundado desejo e do nosso avultado investimento”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top