Home / Politica / A Terceira está posta de parte pelo Governo Regional, acusa o PSD/Terceira
A Terceira está posta de parte pelo Governo Regional, acusa o PSD/Terceira

A Terceira está posta de parte pelo Governo Regional, acusa o PSD/Terceira

 

O PSD/Terceira considerou hoje que a ilha “foi posta de parte pelo Governo Regional. Não é uma situação nova, mas sim uma postura que se vem acentuando nestes 20 anos de governação do PS. Com tanto tempo a governar os Açores, o PS mostra claros sinais de que pôs de parte a Ilha Terceira”, disse o presidente da comissão política de Ilha, António Ventura.

Falando numa conferência de imprensa onde foi analisada a atual situação da Ilha Terceira, o social democrata frisou que, “o Governo Regional promete e não cumpre na Terceira. Fala e não executa e tem intenções sem resultados”.

“Os exemplos são mais que muitos, com obras eternamente inacabadas, como o Laboratório de Veterinária, concluído há dois anos e ainda por utilizar. Ou a Biblioteca Pública, com cerca de dois milhões de euros em trabalhos a mais, várias vezes interrompida e com muita polémica. Foi anunciada em 2000 e continua em construção”, recordou.

Segundo António Ventura, “há também o Parque de Exposições, que tem apenas um pequeno pavilhão, para fazer esquecer a parte maior. Uma estrutura que foi anunciada em 2004”.

O social democrata sublinhou que, em 20 anos no poder, “o PS prometeu e ainda não cumpriu com a construção do Parque Tecnológico, com a construção de um cais de cruzeiros, com a melhoria das condições de operacionalidade e com uma gare de passageiros no Porto da Praia da Vitória. O PS prometeu e ainda não cumpriu com o projeto geotérmico para a Terceira”.

 

“A Terceira paralisou e este Governo do PS já não consegue rasgar o imobilismo que ele próprio criou”, afirmou António Ventura.

O líder do PSD/Terceira criticou igualmente o facto do Orçamento de Estado para 2016 “não ter um único cêntimo para o PREIT, depois de tantas juras de pagamento feitas em campanha eleitoral pelos candidatos socialistas. Estamos a falar do maior compromisso de sempre do PS para com os terceirenses”.

António Ventura frisou igualmente “a profunda crise no setor do leite e lacticínios, com o rendimento dos produtores a diminuir ano após ano. O Governo Regional, que sempre disse que estávamos preparados para o fim das quotas leiteiras, não sabe o que fazer”.

“São os pescadores que ganham menos de 100 euros mensais e as muitas empresas privadas que esperam que o Governo Regional lhes pague o que deve. E, na Saúde, os mais de 1700 terceirenses que esperam por uma intervenção cirúrgica, e cerca de 50% dos utentes que não têm médico de família”, lembrou.

Questionado sobre a problemática da Base das Lajes, o líder do PSD/Terceira lamentou que o Governo da República tenha “empurrado para a frente a busca de novas soluções, certamente porque os seus parceiros políticos, e que suportam a governação, o PCP e o BE, são contra a presença norte americana na Base das Lajes”.

António Ventura referiu que “Portugal e os Açores estão fragilizados em toda esta negociação, o que nos preocupa”, aliás, o Governo Regional “nunca criou uma política externa própria, para além daquela que é a relação com a União Europeia. Não temos uma diplomacia ativa na Região, e temos vindo a perder muito por isso”.

O dirigente lembrou ainda que o PSD/Açores apresentou duas iniciativas parlamentares na Assembleia Legislativa, “uma delas aprovada por unanimidade, e que visava estabelecer novas perspetivas de utilização da Base das Lajes, em termos económicos e sociais. Até agora, não se viu nada por parte do Governo Regional”.

“Outra proposta apresentada pelo PSD/Açores no parlamento regional tinha a ver com o estudo dos pontos fortes da Região em termos da geopolítica mundial, contando com parceiros como a Universidade dos Açores, e que foi chumbada pelos deputados do PS”, concluiu António Ventura.

GI PSD Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top