Acesso à Caldeira de Santo Cristo está agora mais seguro para circulação a pé e de Moto 4, atesta Brito e Abreu (c/áudio)

Proteger, reforçar e criar condições de segurança – foram os objetivos principais da intervenção realizada pelo Governo Regional no caminho de acesso à Fajã de Santo Cristo.

Mantendo sempre a traça regional, com muros construídos em pedra e com proteções feitas com madeira de urze, a obra está praticamente concluída.

Apesar da importância reconhecida por muitos a esta obra, há quem esteja descontente com os arranjos efetuados.

A Secretaria Regional do Mar recebeu mesmo por escrito uma queixa de alguém que condenava os arranjos que levaram ao alargamento do trilho, achando ser possível levar carros até à fajã.

Algo que não acontecerá, segundo o Secretário Regional do Mar.

A obra que contou com um investimento de cerca de 178 mil euros permitiu uma intervenção em sensível 3800 metros do caminho de acesso àquele que é considerado o ex-libris de São Jorge.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta