Home / Destaque / Açores são uma das duas regiões do mundo com as quatro classificações da UNESCO
Açores são uma das duas regiões do mundo com as quatro classificações da UNESCO

Açores são uma das duas regiões do mundo com as quatro classificações da UNESCO

O Diretor Regional do Ambiente afirmou, em S. Jorge, que os Açores são uma das duas únicas regiões do mundo que possuem todas as classificações atribuídas pela UNESCO, sendo a outra a região de Jeju, na Coreia do Sul.

Hernâni Jorge salientou que apenas três dos 195 países membros da UNESCO possuem o pleno das classificações atribuídas por esta organização das Nações Unidas, nomeadamente ‘Património Mundial’, ‘Reserva da Biosfera’ e ‘Geoparque’, acrescentando que os Açores, além destas, também possui a classificação internacional Ramsar, atribuída a zonas húmidas e a que a UNESCO está associada.

“Em todo o mundo, identificamos apenas duas regiões que têm as quatro designações, os Açores e Jeju, na Coreia”, frisou Hernâni Jorge, que falava quinta-feira no encerramento do seminário ‘Reservas da Biosfera – Espaços de Cooperação e Desenvolvimento’, no âmbito do qual foi assinado o formulário da candidatura das Fajâs de S. Jorge a Reserva da Biosfera.

O Diretor Regional registou, por isso, o simbolismo da presença de Dai-Yeun Jeong, do Asia Climate Change Education Center, no painel de convidados deste encontro, que contou também com representantes da UNESCO.

A Conferência das Nações Unidas para a criação de uma organização educacional e cultural foi convocada em Londres em 1945, tendo 37 países assinado a 16 de novembro a carta que estabeleceu a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Em 1968, a UNESCO organizou a primeira conferência intergovernamental com o objetivo de harmonizar ambiente e desenvolvimento, que atualmente é designado como ‘desenvolvimento sustentável’, da qual resultou a criação do programa ‘O Homem e a Biosfera’.

Nos Açores encontram-se três das oito Reservas da Biosfera existentes em Portugal, nomeadamente Graciosa e Corvo, classificadas desde 1997, e Flores, desde 2009.

Por outro lado, desde 2013, o Geoparque Açores é único no mundo por possuir 121 geossítios em nove ilhas, abrangendo todo um arquipélago.

Ao abrigo da Convenção de Ramsar, a Região tem 13 sítios classificados, nomeadamente as lagoas das Fajãs dos Cubres e da Caldeira de Santo Cristo (S. Jorge), a Caldeira da Graciosa, a Caldeira do Faial, o Caldeirão do Corvo, os complexos vulcânicos das Furnas, das Sete Cidades e do Fogo (S. Miguel), os ilhéus das Formigas, o Recife Dollabarat, o Planalto Central de Terceira (Furnas do Enxofre e Algar do Carvão), o Paul de Praia da Vitória (Terceira) e os planaltos Central das Flores (Morro Alto), Central de São Jorge (Pico da Esperança) e Central do Pico (Achada).

Ao nível do Património Mundial, Cultural e Natural, nos Açores existem duas áreas classificadas como Património Mundial da UNESCO, que são a Cidade de Angra do Heroísmo e a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top