Home / Cultura / Ainda há quem se interesse pela arte de costurar – Município da Calheta promoveu formação na área durante dois meses (c/áudio)
Ainda há quem se interesse pela arte de costurar – Município da Calheta promoveu formação na área durante dois meses (c/áudio)

Ainda há quem se interesse pela arte de costurar – Município da Calheta promoveu formação na área durante dois meses (c/áudio)

Durante mais de 40 anos Maria Cosmina Ávila fez inúmeras peças de roupa, desde calças, fatos para homens a vestidos para festas e até vestidos de noiva.

Costureira no concelho da Calheta os seus serviços foram sempre muito procurados, serviços que agora, mesmo depois de já estar reformada, pôs ao dispor da Câmara Municipal da Calheta, sem ganhar nada em troca, apenas para tentar passar uma parte do testemunho e para cultivar o gosto pela costura.

Cosmina diz que ensinou muito, mas muito mais haveria a ensinar.

Se houver vontade por parte da autarquia em repetir a formação ou em dar continuidade a esta formação, Maria Cosmina Ávila diz estar disponível para continuar a ensinar enquanto a sua saúde lhe permitir.

Catarina Silveira foi uma das formandas que durante dois meses participou neste curso, garantindo que sai daqui com muitos mais conhecimentos de costura do que quando entrou.

Para Vanda Oliveira, Vereadora do Município da Calheta, a ideia da autarquia foi reavivar memórias e tradições.

Uma forma, segundo a Vereadora, também de preservar um património.

A autarquia já está a ponderar numa nova formação deste género, com a Vereadora a destacar outros cursos já promovidos pelo Município, como foi o caso da Olaria, da doçaria tradicional ou do exemplo recente da Gastronomia, sendo que uma formação em Vimes é algo tabém que já está a ser ponderado.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografias: ©Mark Marques|Info-Fajãs

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top