Alunos da Escola Superior de Saúde podem ser aliados na prevenção de comportamentos de risco, afirma Diretora Regional

A Diretora Regional de Prevenção e Combate às Dependências lançou esta terça-feira um desafio à Escola Superior de Saúde da Universidade dos Açores para que seja uma das entidades parceiras na prevenção de comportamentos de risco.

“Faz todo o sentido que o ensino dos alunos seja feito em ligação com a comunidade e com uma aplicação prática”, afirmou Suzete Frias, que falava, em Angra do Heroísmo, no final de uma reunião com a Presidente e o Vice-Presidente da Escola Superior de Saúde.

A Diretora Regional defendeu a aplicação do conhecimento teórico dos alunos nas áreas da promoção da saúde, prevenção e intervenção em comportamentos aditivos e dependências.

“Partindo do exemplo de uma cadeira do currículo da área da Enfermagem, como promoção da saúde, e dos conteúdos de aprendizagem, os alunos podem participar em atividades junto da sociedade e, por outro lado, a Direção Regional pode colaborar na formação”, especificou.

A Direção Regional de Prevenção e Combate às Dependências, no âmbito de uma proposta aprovada em janeiro na Assembleia Legislativa, propôs à Universidade dos Açores a realização de um estudo sobre a problemática das toxicodependências, que deverá estar concluído dentro de um ano.

Suzete Frias não excluiu a possibilidade de outros estudos poderem vir a ser desenvolvidos em conjunto com a academia açoriana.

GaCS/RL Açores

Imagem: ©Direitos Reservados

Deixe uma resposta