Home / Destaque / Amêijoas de São Jorge são consideradas “maravilha gastronómica” (Reportagem c/áudio)
Amêijoas de São Jorge são consideradas “maravilha gastronómica” (Reportagem c/áudio)

Amêijoas de São Jorge são consideradas “maravilha gastronómica” (Reportagem c/áudio)

O é cheiro divinal, o sabor que pauta pela diferença acaba por não deixar ninguém indiferente…quem prova as famosas amêijoas de São Jorge não consegue deixar de incluir este num dos seus pratos favoritos.

E é ao chegarmos à Fajã do Ouvidor e ao seu único restaurante que encontramos logo na ementa muito tradicional este prato típico da ilha.

Mandamos vir uma dose de amêijoas e, depois, à conversa com Amílcar Azevedo descobrimos que o segredo desta iguaria está na própria amêijoa.

“O segredo para as amêijoas para mim são as próprias amêijoas”, salienta Amílcar. Já quanto à receita revela que “não tem segredo, há que fazer o mais simples possível e o segredo está na própria amêijoa”. De resto, “é simples, azeite, cebola, alho e o lume certo”.

As amêijoas de São Jorge são oriundas da Lagoa da Fajã de Santo Cristo, apenas o único lugar nos Açores onde se reproduz este molusco capaz de fazer crescer água na boca só de pensar.

Este molusco tem uma época específica para ser apanhado, Amílcar Azevedo fala sobre o processo.

“Compramos na lota, no entreposto de Velas, e depois é feita uma pré-lavagem”, sendo que após isso é necessário “congelar, porque no verão elas estão no período de defeso”, ou seja, o que é fundamental é “uma boa congelação e uma confeção adequada”.

O período de defeso da amêijoa da Caldeira de Santo Cristo acontece de 15 de maio a 15 de agosto. Uma interdição que pretende a conservação da espécie.

Consideradas uma maravilha gastronómica, a fama deste molusco caracterizado por dimensões, sabor e textura carnuda únicas, vai além-fronteiras. Turistas, mas também residentes são os principais clientes na chamada época alta.

Percorremos a sala do restaurante completamente cheia e são vários os apreciadores de amêijoas. Carlos Curto é um dos novos apreciadores desta iguaria… De férias em São Jorge com a família pela primeira vez ficou encantado com este prato, que, segundo ele, merece recomendação.

“Gostei imenso, é uma experiência única. Uma série de amigos meus que já cá tinham estado tinham recomendado e tinham referido que era uma experiência a não perder”. Carlos Curto que já tinha ouvido então falar das Amêijoas de São Jorge e também de “todo o conjunto de fajãs” da ilha.

A receita das amêijoas de São Jorge até pode variar, mas o objetivo ao cozinhar este molusco é sempre o mesmo, o apurar das características únicas da própria amêijoa.

LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top