Home / Açores / Andreia Cardoso destaca papel da economia social no combate à pobreza e na promoção da inclusão
Andreia Cardoso destaca papel da economia social no combate à pobreza e na promoção da inclusão

Andreia Cardoso destaca papel da economia social no combate à pobreza e na promoção da inclusão

A Secretária Regional da Solidariedade Social destacou esta segunda-feira, em Angra do Heroísmo, o papel que a economia social pode ter no combate à pobreza e na promoção da inclusão social, frisando que o Governo dos Açores dotou com 11,1 milhões de euros esta área no Programa Operacional 2020.

“Acreditamos que a economia social tem um enorme potencial na Região”, afirmou Andreia Cardoso, acrescentando que esse potencial se refere à capacitação de públicos especialmente vulneráveis, mas também à potenciação da sua empregabilidade.

Nesse sentido, as verbas destinadas pelo Governo dos Açores para esta área nos próximos anos visam “capacitar a rede regional de economia social no sentido de aumentar a sua eficácia e incentivar a criação de empresas e a modernização das existentes como estratégia de empregabilidade de públicos vulneráveis”.

Andreia Cardoso, que falava na sessão de encerramento da apresentação do projeto TRAD(E)-IN, frisou que “o crescente número de jovens empreendedores assinala a importância de ações específicas para esta faixa etária e aponta para a necessidade de desenvolvimento de políticas públicas dirigidas ao aumento da empregabilidade jovem.”

O projeto TRAD(E)-IN constitui-se como um programa formativo para jovens em atividades tradicionais identificadas como áreas com potencial económico, tendo em vista dotar os jovens em situação de maior vulnerabilidade social com competências que possam concorrer para a sua inclusão no mercado de trabalho.

“O empenho na preservação das atividades tradicionais é uma responsabilidade de todos nós, na medida em que é o legado de todos nós. Não obstante, a sua atualização é igualmente importante, por permitir que, através do aumento da sua rentabilidade por via da inovação, se mantenha o seu potencial económico”, frisou Andreia Cardoso, enaltecendo a preocupação desta iniciativa com a proteção dos setores tradicionais de atividade económica.

Para Andreia Cardoso, este projeto, além de “dinamizar os recursos existentes, devolve o produto do seu trabalho à comunidade em que se insere”.

Esta iniciativa é promovida pela Cáritas da Ilha Terceira e conta com o apoio da Direção Regional da Solidariedade Social e do Programa Cidadania Ativa, da Fundação Calouste Gulbenkian.

Andreia Cardoso reafirmou que o Governo dos Açores “elegeu as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e as Misericórdias como parceiros na implementação das políticas sociais”, apontando o combate à pobreza e a promoção da inclusão social como dois objetivos fundamentais.

“O Governo Regional tem serviços e estruturas próprias para o desenvolvimento da ação social, mas entende que, tão importante como desenvolvê-la diretamente, é desenvolvê-la em conjunto com a comunidade”, afirmou, assegurando que “estas parcerias são para aprofundar”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top