Home / Açores / Andreia Cardoso destaca trabalho desenvolvido por mais de 230 Instituições Particulares de Solidariedade Social nos Açores
Andreia Cardoso destaca trabalho desenvolvido por mais de 230 Instituições Particulares de Solidariedade Social nos Açores

Andreia Cardoso destaca trabalho desenvolvido por mais de 230 Instituições Particulares de Solidariedade Social nos Açores

A Secretária Regional da Solidariedade Social destacou hoje, em Angra do Heroísmo, o trabalho desenvolvido pelas mais de 230 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que operam nos Açores.

Andreia Cardoso, que falava na cerimónia de inauguração da remodelação do edifício-sede da Cáritas da Ilha Terceira, salientou que essas IPSS “oferecem quase 700 respostas sociais diferenciadas, empenhadamente mantidas por mais de quatro mil Açorianos” no quadro da Rede Regional de Equipamentos Sociais.

Na sua intervenção, Andreia Cardoso, além do empenho dos profissionais que trabalham nestas instituições, elogiou também a ação daqueles que, “seja como dirigentes ou estritamente voluntários, no exercício de outras funções colaboram com cada uma destas instituições”.

Relativamente à obra hoje inaugurada, a Secretária Regional afirmou estar convicta de que as novas instalações da Cáritas trazem “inúmeras vantagens” para o desenvolvimento da atividade da instituição.

Nesse sentido, salientou o acesso por pessoas com mobilidade reduzida, tal como o reforço das competências da unidade de formação, elevando “o potencial de empregabilidade de jovens adultos em situação de exclusão”.

Para além de outras valências que vão funcionar nas novas instalações, a Secretária Regional destacou ainda o Centro de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil, dedicado à promoção “do desenvolvimento saudável de jovens em situação de risco”, através de intervenções psicossociais dirigida aos jovens, famílias e comunidade.

Esta valência, sublinhou, “assume um papel preponderante na prevenção do abandono escolar e no fomento de uma maior qualificação dos jovens”.

Andreia Cardoso frisou que a capacitação dos Açorianos, “nomeadamente dos mais jovens”, é uma preocupação do Governo Regional, que destinou cerca de 11 milhões de euros para a promoção da inclusão social “por via da capacitação e da promoção da empregabilidade destes públicos mais vulneráveis”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top