Home / Politica / Apenas uma equipa de socorro é insuficiente no Faial, considera o PSD
Apenas uma equipa de socorro é insuficiente no Faial, considera o PSD

Apenas uma equipa de socorro é insuficiente no Faial, considera o PSD

O PSD/Açores considera que apenas uma equipa de socorro “é insuficiente para a ilha do Faial”, dando assim voz “às dificuldades da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial, em termos de equipas para o transporte urgente de doentes e para ambulâncias. São problemas reais, sobre os quais pretendemos que o Governo Regional se pronuncie”, disse o deputado Luís Garcia.

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa, o social-democrata questiona a tutela sobre o Regulamento do serviço de transporte terrestre de doentes, aprovado em maio de 2014, “que definiu a comparticipação mensal destinado a fazer face aos encargos da emergência médica pré-hospitalar e evacuação médica entre unidades de saúde”.

“O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores concede um apoio mensal à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial para uma equipa por cada um dos turnos diários – 8h00/14h00 e 14h00/20h00 – e outra equipa para o turno noturno – da meia-noite às 8h00 -, assegurando a Associação os operacionais voluntários para o turno noturno das 20h00 à meia-noite”, explica.

“Para além dessas equipas, os bombeiros locais apenas possuem seis operacionais assalariados para cobrir folgas, férias, doenças ou outro impedimento que se verifique nas equipas apoiadas”, adianta Luís Garcia.

“Atendendo ao volume de trabalho, uma equipa de socorro por turno é insuficiente, face ao crescente número de solicitações do 112 e às evacuações médicas entre unidades de saúde, com doentes provenientes especialmente do Pico, mas também das Flores, do Corvo, e até de São Jorge”, acrescenta o parlamentar.

Luís Garcia defende que se deve “reavaliar a situação e dotar financeiramente a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial com os meios para ter mais equipas de socorro”, e lembra “o recurso frequente, que acontece, a bombeiros voluntários para assegurar o socorro solicitado, em particular a Emergência Pré-hospitalar, que pode sofrer atrasos”.

“A essas demoras também não é alheia a instabilidade e precariedade existente no Serviço de Suporte Imediato de Vida (SIV) no Faial”, frisa o social-democrata.

“Acrescente-se que há também uma carência de ambulâncias naquela Associação, que perdeu três das seis viaturas que possuía nos últimos anos, estando até em curso uma campanha de angariação de fundos com vista à aquisição de uma ambulância”.

O deputado do PSD/Açores quer assim saber “se está prevista, e para quando” a entrega de alguma ambulância à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários do Faial.

GI PSD Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top