Aposta nas estratégias de combate à violência é para manter, assegura Frederico Furtado Sousa

O Diretor Regional da Solidariedade Social garantiu hoje, em Ponta Delgada, que o Executivo vai continuar a apostar na informação, sensibilização e formação de públicos estratégicos no âmbito do combate à violência, salientando que o II Plano Regional de Prevenção e Combate à Violência Doméstica deve entrar em vigor até ao final do ano.

 “Muito já foi feito nestas áreas, muito há ainda a fazer. É extensa a lista de iniciativas promovidas e realizadas pelo Governo dos Açores, pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social, pelas organizações não-governamentais”, frisou Frederico Furtado Sousa, na sessão de abertura das III Jornadas Contra a Violência, promovidas pela APAV – Açores.

 Frederico Furtado de Sousa reconheceu que, no âmbito do combate à violência, “o caminho a percorrer tem sido longo” nos Açores, salientando a importância de espaços privilegiados “de reflexão e debate sobre o que mais conseguimos fazer juntos, cidadãos e entidades, para responder a esses desafios”.

 O Diretor Regional salientou ainda a importância do papel das instituições de natureza social na vida das comunidades, na medida em que se constituem como “importantes parceiras do Governo Regional no incremento da amplitude de respostas aos flagelos que afligem a nossa sociedade”.

 “A realização do estudo sobre a Violência de Género, através de um inquérito à Região Autónoma dos Açores, e a elaboração do I Plano Regional de Prevenção e Combate à Violência Doméstica (PRPCVD) constituíram novos marcos na definição das políticas para esta área de intervenção”, frisou.

GaCS

Deixe uma resposta