Aprovadas candidaturas a investimentos privados que vão criar cerca de 20 postos de trabalho em São Jorge

O Governo dos Açores aprovou, em São Jorge, várias candidaturas apresentadas ao programa Empreende Jovem e ao Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento Local do SIDER, que vão permitir a criação de cerca de duas dezenas de postos de trabalho nesta ilha.

No Conselho do Governo que se reuniu no âmbito da visita estatutária à ilha foram aprovadas várias candidaturas no âmbito do programa Empreende Jovem a realizar na ilha de São Jorge, num investimento privado total que ascende a mais de 1,3 milhões euros, para as quais está prevista a atribuição de incentivos no valor global de cerca de 897 mil euros.

Estes investimentos visam a instalação de empreendimentos nos setores do turismo e dos serviços, estimando-se que a sua concretização permita a criação de 12 novos postos de trabalho, adiantou o Secretário Regional do Turismo e Transportes, na leitura do Comunicado do Conselho do Governo.

Segundo Vítor Fraga, o Executivo Açoriano aprovou, por outro lado, uma candidatura ao Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento Local do SIDER relativa a um investimento de cerca de 775 mil euros no concelho da Calheta, sendo o incentivo a conceder de cerca de 190 mil euros a título de subsídio não reembolsável e de 176 mil euros como empréstimo reembolsável. Este investimento permitirá criar oito novos postos de trabalho.

Além destas decisões, o Governo dos Açores deliberou iniciar o procedimento concursal da empreitada de construção das novas instalações da Escola Básica e Secundária da Calheta, com o valor base de cerca de 13 milhões de euros.

De acordo com Vítor Fraga, esta obra contempla a demolição total do edifício existente e a construção de um novo, bem como dos arruamentos envolventes.

O Governo decidiu também apoiar o Polo Local de Prevenção e Combate à Violência Doméstica da Ilha de São Jorge, através da atribuição de um apoio financeiro de cerca de 20 mil euros, no quadro da atividade da entidade parceira e gestora do Núcleo de Atendimento e Apoio a Vítimas de Violência Doméstica.

Foi ainda aprovada uma Resolução que atribui à Casa de Providência de São José um apoio de 250 mil euros para a aquisição de um imóvel no concelho da Calheta, destinado à instalação do Centro de Acolhimento Temporário e de Emergência.

Este investimento vai permitir aumentar a capacidade desta valência de 6 para 10 crianças, além de criar condições de acolhimento mais propícias ao desenvolvimento harmonioso das crianças acolhidas pela instituição.

Na área da Saúde, o Governo dos Açores decidiu acrescentar mais um médico à quota atribuída à Unidade de Saúde de Ilha de São Jorge, para efeitos dos incentivos previstos para a fixação de médicos especialistas na Região Autónoma dos Açores.

Esta decisão permite que o número de vagas seja igual ao número de médicos que se prevê que passem à reforma, garantindo a resposta assistencial aos utentes desta ilha.

Foi ainda decidido atribuir um apoio de cerca de 15.500 euros ao Judo Clube de São Jorge, para a contratação de um treinador qualificado para o treino e competição de atletas inseridos no Estatuto Nacional de Alto Rendimento.

Este apoio visa promover a prática do judo, modalidade que está em franco desenvolvimento na ilha de São Jorge, como tem sido demonstrado pelo aumento do número de praticantes e pelos resultados nacionais e internacionais alcançados.

O Conselho do Governo deliberou, por outro lado e entre outras medidas, apoiar os agentes culturais da ilha de São Jorge com um montante global de cerca de 28 mil euros e iniciar o procedimento concursal da obra de recuperação da cobertura e dos tetos da Igreja de Santa Bárbara, na freguesia de Manadas, classificada como Imóvel de Interesse Público.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta