Politica

Áreas Marinhas Protegidas dos Açores não podem ficar apenas no papel

 

O Deputado do PCP, Aníbal Pires, afirmou esta quarta-feira no Parlamento Regional, em relação às áreas marinhas protegidas dos Açores, que “não basta termos um belo mapa com zonas coloridas” e apontou a falta de implementação na prática do parque Marinho dos Açores.

O Deputado do PCP criticou o pouco envolvimento dos parceiros, empresas turísticas e pescadores, na gestão destas áreas, o esvaziamento de conteúdo do seu concelho consultivo e a total ausência dos planos de acção para a protecção e recuperação destes habitats. É pelo menos uma forma opaca de fazer gestão ambiental, considerou Aníbal Pires.

Aníbal Pires afirmou ainda que todo o esforço legislativo da Região corre o risco de não passar apenas disso, legislação, que é na prática completamente anulada pela ausência de fiscalização.

O PCP por diversas vezes tem levado ao Parlamento Regional a questão da falta de fiscalização marítima e a exigência de que o Governo da República cumpra os seus deveres de soberania e fiscalize efectivamente, com meios humanos e materiais suficientes e adequados, o Mar dos Açores.

GI PCP Açores/RL Açores

Comment here