Home / Destaque / Associação de Pais e Encarregados de Educação contesta decisão de apenas se manter a funcionar na Primária das Velas ensino pré-escolar (c/áudio)
Associação de Pais e Encarregados de Educação contesta decisão de apenas se manter a funcionar na Primária das Velas ensino pré-escolar (c/áudio)

Associação de Pais e Encarregados de Educação contesta decisão de apenas se manter a funcionar na Primária das Velas ensino pré-escolar (c/áudio)

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica e Secundária das Velas vai enviar um parecer à Secretaria Regional da Educação a contestar a decisão de manter o edifício da Escola Primária das Velas, que está atualmente em obras, a funcionar apenas com 24 alunos do pré-escolar.

Os restantes passam para o novo edifício da EBS de Velas em conjunto com os alunos da freguesia dos Rosais que até agora deslocavam-se para a escola da Beira, após o encerramento da Primária dos Rosais.

Paulo Silveira, presidente da Associação, considera que esta é mesmo tida como uma medida “antipedagógica”.

“O que nos preocupa realmente é as crianças, uma vez que não faz sentido nenhum pedagogicamente deixar 24 crianças do pré-escolar sozinhas num edifício em que foram gastos centenas de milhares de euros a remodelar e com parecer da tutela”, frisou.

A solução apontada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação passa por manter no edifício da Escola Primária das Velas os alunos do 1º e 2º ano.

“Atendendo que os Pais e Encarregados de Educação consideram que não é benéfico que fiquem apenas no edifício da EBJI de Velas os 24 alunos do pré-escolar”, uma posição que, segundo Paulo Silveira, “é fundamentada por documentos elaborados pelo SPO (Serviço de Psicologia e Orientação Escolar) e pelo Departamento Curricular do Pré-Escolar”, a Associação de Pais e Encarregados de Educação propôs à tutela que “permaneçam na EBJI de Velas os alunos do pré-escolar e do 1º e 2º ano de escolaridade”.

De acordo com o presidente da Associação de Pais, o que não é fácil compreender é a razão pela qual foi dado então parecer favorável pela tutela para a remodelação da Escola Primária das Velas, afirmando mesmo que esta “é uma obra que envolveu elevados valores, com apoio comunitário e uma obra em que o Município (das Velas) avançou, mas com o aval, com o parecer favorável da Direção Regional da Educação”.

“O que nos parece é que não faz sentido remodelar uma escola, como aquela foi, gastando tanto dinheiro e depois não lhe dando utilidade”, realçou Paulo Silveira.

Por outro lado, a Associação de Pais e Encarregados de Educação da EBS de Velas congratulou-se com o facto da Secretaria Regional da Educação ter decidido manter abertas as primárias da Urzelina, Santo Amaro e Beira, passando apenas para o novo edifício da Escola Básica e Secundária das Velas os alunos de Rosais, isto porque a EB1 da Beira está sobrelotada.

LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top