DestaqueEventosLocal

Associação para Apoio à Criança Com Necessidades Educativas Especiais do Concelho das Velas celebrou 25 anos com espetáculo emocionante que colocou de parte qualquer barreira imaginável (c/áudio)

Foi há 25 anos que um grupo e pessoas corajosas e audazes ultrapassaram barreiras e fizeram cair por terra qualquer estigma que ainda pudesse existir no concelho das Velas e na ilha de São Jorge relativamente às pessoas portadoras de algum tipo de deficiência.

Foi há 25 anos, em 1994, que foi criada uma das mais especiais e acarinhadas instituições do Concelho das Velas, a Associação Para Apoio às Crianças Com Necessidades Educativas Especiais.

Sempre dedicada a crianças com Necessidades Educativas Especiais, ao longo do seu percurso esta instituição acabou por mudar os seus estatutos vindo a tornar-se um Centro de Atividades Ocupacionais, sendo que já mais recentemente, na mudança para as novas instalações através de um Protocolo celebrado com a Santa Casa da Misericórdia das Velas, o CAO passou também a dispor da valência de Lar Residencial, funcionando, assim, 24 horas por dia.

Para o atual presidente da instituição, 25 anos são uma data que tem de ser comemorada efusivamente junto da comunidade e pela comunidade.

No seu discurso, José Jorge Bettencourt destacou ainda as ótimas relações que têm sio mantidas ao longo do seu mandato com todas as forças vivas da sociedade jorgense.

Já no final da cerimónia comemorativa dos 25 anos, em entrevista à RL Açores, José Jorge Bettencourt falou sobre os 25 anos desta Associação e sobre o que eles representam.

O presidente da instituição fez ainda questão de realçar que o CAO de Velas se encontra bem financeiramente, fruto de um trabalho que já vinha sendo desenvolvido pela anterior direção.

Nesta cerimónia comemorativa dos 25 anos da Associação Para Apoio às Crianças Com Necessidades Educativas Especiais, foram homenageadas as sócias fundadoras desta instituição, entre as quais destaque para Manuela Santos, uma das grandes impulsionadoras deste projeto.

Manuela Santos relembrou a importância da criação desta Associação numa altura em que muitas crianças necessitavam urgentemente da sua concretização, frisando o facto de não ter sido uma tarefa fácil com muitos obstáculos pela frente, mas que mesmo assim com vontade firme conseguiram ser todos ultrapassados.

Nesta cerimónia comemorativa dos 25 anos desta Associação marcaram presença o Presidente da Câmara Municipal das Velas, Luís Silveira, que relembrou desafios do passado desta instituição, garantindo que no presente a mesma nunca é esquecida pela autarquia velense.

Também nesta Sessão Solene esteve o Diretor Regional da Solidariedade Social, Paulo Fontes, que anunciou um séries de projetos que avançarão este ano no que à IPSS diz respeito, enaltecendo ainda a necessidade constante que há em manter sempre na agenda a importância da sensibilização no que à área da deficiência diz respeito.

 

Como a Associação também Nélia Barbosa celebrou 25 anos como funcionária (c/áudio)

Ora, e a noite de sábado, 19 de janeiro, foi uma noite de emoções fortes pela celebração dos 25 anos da Associação Para Apoio à Criança Com Necessidades Educativas Especiais.

Para quem estava na plateia foi quase impossível não se emocionar através dos espetáculo apresentado pelo CAO das Velas.

Utentes e funcionários mostraram que através da dança e da música as barreiras e dificuldades podem ser ultrapassadas e viu-se na cara dos utentes e nas suas expressões próprias uma felicidade imensa e uma vontade em fazer mais e melhor, proporcionando, de facto, momentos únicos a quem assistia ao espetáculo comemorativo dos 25 anos desta instituição.

Mas neste dia havia alguém que tinha as emoções à flor a pele talvez a dobrar. Nélia Barbosa, para além dos nervos do espetáculo não esquecia nesta ocasião que é a funcionária mais antiga da Associação.

Se a instituição foi criada há 25 anos, ainda antes da data oficial da sua constituição já á estava Nélia Barbosa. A preparar tudo para como ainda hoje em dia faz os utentes se sentirem o melhor integrados possível na sociedade.

Em entrevista à RL Açores, Nélia contou-nos como tudo começou há 25 anos.

O espetáculo comemorativo dos 25 anos da Associação Para Apoio à Criança Com Necessidades Educativas Especiais terminou com a atuação do Coro e Orquestra José Damião de Almeida.

 

 

 

Liliana Andrade/RL Açores

Comment here