Home / Destaque / Atribuição da Remuneração Complementar aos funcionários do Município de Velas aprovada
Atribuição da Remuneração Complementar aos funcionários do Município de Velas aprovada

Atribuição da Remuneração Complementar aos funcionários do Município de Velas aprovada

No decorrer da última sessão da Assembleia Municipal, os deputados municipais aprovaram a atribuição por parte da autarquia da remuneração complementar aos funcionários camarários.

O executivo levou a decisão à Assembleia Municipal. Decisão esta que, segundo o presidente do município, Luís Silveira, é “um contributo e incentivo com os colaboradores da autarquia”.

“Isto é um contributo para com os colaboradores e um incentivo do município, por outro lado também é um contributo à nossa economia local, uma vez que dá mais algum poder de compra aos colaboradores da câmara e ao sustento das suas famílias”, afirmou o presidente do município.

Luís Silveira referiu que “a câmara terá que, efectivamente, disponibilizar dos seus cofres e do seu orçamento cerca de sensivelmente 32 mil euros para suportar esta remuneração complementar aos colaboradores do município”, o que segundo o autarca “é perfeitamente possível”.

No que diz respeito à questão das 35/40 horas semanais, o Presidente do Município das Velas anunciou na última sessão da Assembleia Municipal que devolveu aos sindicatos a proposta dos acordos coletivos.

Luís Silveira disse mesmo que quando chegou ao executivo “estavam implemetadas as 40 horas” e referiu o facto dos funcionários da administração regional estarem ainda com as 40 horas e assim sendo, “entendemos que não temos que ter 35 horas diferenciando os trabalhadores da administração central e regional para a da autarquia”.

“Assim que o Governo dos Açores começar a colocar em prática as 35 horas nós estamos disponíveis para avaliar a disponibilidade em o município, efetivamente, também vir a recuar às 35 horas”, frisou Luís Silveira, acrescentando, no entanto que  para que tal aconteça é necessário a realização de uma reunião de câmara e a aprovação por parte da Secretaria de estado.

RL/Liliana Andrade

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top