Home / Cultura / Avelino Meneses reafirma que a Academia Musical da Ilha Graciosa não reúne requisitos legais 
Avelino Meneses reafirma que a Academia Musical da Ilha Graciosa não reúne requisitos legais 

Avelino Meneses reafirma que a Academia Musical da Ilha Graciosa não reúne requisitos legais 

O Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou, em Santa Cruz, que a Academia Musical da Ilha Graciosa continua sem conseguir dar resposta a dois requisitos exigidos por lei para a concessão da autorização de funcionamento em paralelismo pedagógico.

Avelino Meneses, questionado pelos jornalistas sobre o não funcionamento da Academia Musical no ano letivo em curso, salientou que esta academia “não responde a duas questões fulcrais”, nomeadamente “possuir um corpo docente qualificado e instalações certificadas”.

“Esta questão da Academia Musical da Ilha Graciosa não se pode eternizar, até porque à medida que o tempo vai passando, que os processos se vão repetindo, vamos ficando cada vez mais convencidos, tendo em consideração as exigências legais, que a Academia eventualmente poderá não cumprir”, frisou.

Avelino Meneses, que visitou sexta-feira a Escola Básica e Secundária e os serviços dependentes da Secretaria Regional da Educação e Cultura na ilha Graciosa, afirmou que a escola pública, que já faz ensino artístico, deve “neste capítulo, alargar significativamente” a sua ação, porque “tem mais capacidade de fixar quadros qualificados”.

O Secretário Regional da Educação e Cultura, que reconheceu “o papel meritório que a Academia Musical da Ilha Graciosa desempenhou no passado”, disse “vislumbrar” para esta academia “um futuro que pode ser promissor, se ela souber multiplicar diálogos”, nomeadamente com as coletividades musicais locais.

Avelino Meneses considerou que a Academia Musical da Ilha Graciosa, para exercer uma atividade relevante, “não tem obrigatoriamente de ser, em termos oficiais, uma escola de música”, acrescentando que, através de atividades de extensão cultural que venha a promover, poderá candidatar-se aos fundos disponibilizados anualmente pelo Governo dos Açores.

No primeiro dia de visita à ilha Graciosa, Avelino Meneses inteirou-se dos projetos e estratégias encetadas pelo Conselho Executivo da Escola Básica e Secundária no combate ao insucesso escolar e debateu com a classe docente diversos aspetos que poderão estar relacionados com o plano de promoção do sucesso escolar que será implementado nos Açores a partir do ano letivo 2015/2016.

GaCS

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top