Politica

Baixar impostos dos açorianos é obrigação moral do governo

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, garantiu esta quinta-feira aos açorianos “que se o partido fosse governo nos Açores teria entregue logo no primeiro dia possível depois da entrada em vigor do Orçamento de Estado, ou seja no dia 1 de janeiro,  uma proposta para baixar os impostos na Região para o nível em que estes se encontravam antes da assinatura do memorando da Troika pelo governo de José Sócrates”.

Duarte Freitas falava à comunicação social no final de um encontro com o presidente do Governo Regional destinado a analisar a reposição do diferencial fiscal na Região.

Para o líder dos sociais-democratas açorianos, “trata-se de corrigir uma injustiça que foi feita aos açorianos” uma vez que o “diferencial fiscal destina-se a compensar os custos que resultam da nossa condição insular”.

Duarte Freitas lamentou, por isso, que “o governo regional tenha optado por uma postura de má fé e de distrair as atenções dos açorianos. Depois de três anos a queixar-se da austeridade excessiva os açorianos não irão compreender que este governo recuse devolver aquilo que foi retirado às famílias e às empresas açorianas com as incidências do acordo da Troika”.

O líder dos sociais-democratas açorianos considerou ainda “sem sentido” a atuação do governo regional. “O governo não precisa cortar investimentos para baixar os impostos dos açorianos. Precisa, isso sim, de gastar menos com a sua máquina, com propaganda e com despesas supérfluas”.

“Querer ligar a descida dos impostos a uma suposta quebra de investimento é tentar atirar areia para os olhos dos açorianos e tentar inventar desculpas para não corrigir uma injustiça”, disse Duarte Freitas, assegurando que o compromisso do PSD/Açores “é baixar os impostos para o nível em que estes se encontravam antes do pedido de resgate feito pelo governo socialista da República”.

“Não pode ser de outra forma”, defendeu ainda Duarte Freitas, recordando que “o governo regional socialista dos Açores foi a única entidade nacional que ganhou com a austeridade. Ao mesmo tempo que se queixava sabemos hoje que recebeu dezenas de milhões de euros dessa austeridade sem que se vejam resultados concretos de políticas melhores. Pelo contrário. O governo regional engordou e os açorianos ficaram mais pobres”.

PSD Açores/RL Açores

Comment here