Home / Politica / BE considera urgente melhorar acesso à Saúde e aos Transportes na ilha do Pico
BE considera urgente melhorar acesso à Saúde e aos Transportes na ilha do Pico

BE considera urgente melhorar acesso à Saúde e aos Transportes na ilha do Pico

“Não aceitamos a centralização de serviços de saúde que assentem apenas numa lógica economicista e que piorem o acesso da população aos cuidados de saúde”, a crítica ao funcionamento do novo Centro de Saúde da Madalena foi lançada pela deputada do Bloco de Esquerda que esteve na passada sexta-feira em visita oficial à ilha do Pico.

Quando foi anunciada a construção de um novo Centro de Saúde na Madalena, uma das justificações era o objectivo de criar os serviços de obstetrícia e cirurgia. No entanto, numa reunião com a responsável pela Unidade de Saúde da Ilha do Pico, o BE confirmou que nada disso vai acontecer. Além disso, continua a não existir ainda uma máquina de TAC, nem de ecografia, nem um médico internista.

Depois de um investimento tão grande naquela infraestrutura, é incompreensível que continue a ser necessário encaminhar mais de 400 doentes por mês para o Hospital da Horta.

“Não faz sentido investir milhões de euros num mega centro de saúde para as pessoas passarem a ter um pior serviço de saúde, e para serem retirados os serviços de proximidade”,  lamentou Lúcia Arruda.

A deputada do BE alertou ainda para os problemas relacionados com o transporte aéreo e marítimo que está a prejudicar o desenvolvimento económico do Pico, e das restantes ilhas do triângulo.

“O Plano Integrado de Transportes tem pouco de integrado, e o pouco que tem não está a ser cumprido”, acusa Lúcia Arruda, criticando os péssimos horários das ligações marítimas da ilha, e o facto de a população de São Roque estar a ser prejudicada.

Em declarações aos jornalistas, Lúca Arruda considerou inexplicável que, passados seis meses do acidente mortal no porto de São Roque, ainda não esteja concluído o relatório do inquérito da Porto dos Açores, e aponta o dedo à tutela por não ter assumido as suas responsabilidades nesta matéria.

“Sabemos que está a decorrer um inquérito judicial, e sabendo que a nossa justiça é morosa e burocrática, seria caricato que o inquérito judicial esteja concluído antes do inquérito da Portos dos Açores”, concluiu.

GI BE Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top