Politica

BE não aceita que haja menor exigência de segurança no transporte de crianças nos Açores

O Bloco de Esquerda não aceita que haja menos exigências legais de segurança no transporte coletivo de crianças nos Açores do que no resto do País. O BE levou na tarde de quinta-feira ao parlamento uma proposta para acabar com “esta discrepância incompreensível”, mas a proposta foi chumbada, tendo sido aprovada uma proposta do Governo, que mantém as regras de segurança no transporte de crianças nos Açores,” menos exigentes do que no continente”.

A proposta do Governo, que foi aprovada, permite “situações absurdas” como o facto de “uma criança poder ser transportada, de manhã, por uma empresa, no âmbito do contrato de transporte escolar, sem que esteja sujeita às normas de segurança para o transporte de crianças. Mas, de tarde, a mesma criança pode ser transportada, pela mesma empresa, num transporte especializado de crianças, e dessa vez, sujeita – e bem! – às normas de segurança para o transporte de crianças”, assinalou a deputada do BE.

“Quais são as especificidades das crianças dos Açores, que fazem com que a exigência de segurança seja mais branda nos Açores do que no continente?”. A pergunta foi insistentemente colocada pela deputada Zuraida Soares, sem que o PS ou Governo conseguissem dar uma resposta.

A utilização obrigatória de cinto de segurança era uma das propostas que o BE considerava fundamentais para a segurança das crianças, e que acabou por ser rejeitada.

GI BE Açores/RL Açores

Comment here