Home / Politica / BE quer acesso a documentos sobre Azores Business Center
BE quer acesso a documentos sobre Azores Business Center

BE quer acesso a documentos sobre Azores Business Center

O Bloco de Esquerda enviou um requerimento ao Governo Regional em que solicita o acesso ao documento que contém a proposta de criação do Azores Business Center, que foi enviada ao Governo da República e que será submetida à Comissão Europeia.

“Considerando o superior interesse público, impõe-se o dever de transparência quanto ao procedimento subjacente à criação do Azores Business Center, o que implicará o acesso livre e público a documentos e informação de especial relevância, no âmbito do Plano de Revitalização Económica da ilha Terceira”, refere o documento assinado pelo deputado Paulo Mendes.

De acordo com as declarações de Arnaldo Machado, presidente da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), no âmbito da reunião da Comissão Permanente de Economia da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores realizada a 20 de dezembro de 2016, o envio do conjunto da documentação deverá ter sido ultimado no final do mês passado ou início do mês corrente.

O Azores Business Center, de acordo com as intenções do Governo Regional, pretende ser uma zona económica especial na Praia da Vitória, mais precisamente na área envolvente ao porto da Praia da Vitória e ao aeroporto das Lajes.

Há um ano atrás, em resposta ao anúncio deste projeto por parte do Governo Regional, o BE denunciou que o Azores Business Center não passava de um offshore, e teceu fortes críticas a esta iniciativa.

Numa declaração política no parlamento dos Açores, Zuraida Soares acusou o Governo Regional de querer “aproveitar a situação difícil que se vive na ilha Terceira e, em particular no concelho da Praia da Vitória, para fazer parceria com a ilegalidade internacional – a qual promove a fuga fiscal e a lavagem do dinheiro que rouba aos trabalhadores de todo o mundo, para a luxuria de uns poucos – implantando, na Terceira, um offshore”, uma “zona de proteção especial para que empresas e dinheiros dos diversos tráficos estejam a salvo de sindicância e de impostos que deveriam pagar nos seus países de origem”.

GI BE Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top