Home / Destaque / BE questiona Governo Regional sobre falta de condições do Centro de Processamento de Resíduos de São Jorge
BE questiona Governo Regional sobre falta de condições do Centro de Processamento de Resíduos de São Jorge

BE questiona Governo Regional sobre falta de condições do Centro de Processamento de Resíduos de São Jorge

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda/Açores questionou hoje o Governo Regional acerca da ausência de solução para os resíduos do matadouro e da indústria conserveira Santa Catarina na ilha de São Jorge, lembrando que o Centro de Processamento de Resíduos local não tem capacidade para o seu tratamento.

O Centro de Processamento de Resíduos da ilha de São Jorge foi inaugurado em junho de 2014, tendo tido um custo de 6 ME. Aquando da inauguração o Governo Regional previa que o Centro recebesse cerca de 20 mil toneladas de resíduos por ano e que 25% desses resíduos seriam transformados em composto. Zuraida Soares e Paulo Mendes, deputados do BE/A, lembram que, à data da inauguração do Centro, não existia solução para os resíduos do matadouro e da industria conserveira, situação que, 3 anos volvidos, ainda se mantém.

Os deputados(as) do BE/A questionam, também, o Governo Regional sobre outras limitações do referido Centro, nomeadamente a inexistência de uma linha de triagem mecânica de resíduos e a ausência de separação física entre a estação de triagem e a estação de compostagem. Esta situação “provoca a libertação de partículas no ar” aquando do remexer dos resíduos no processo de compostagem o que “constitui um evidente perigo para a saúde” dos trabalhadores do Centro.

Tendo em conta a falta de condições de trabalho, Zuraida Soares e Paulo Mendes perguntam à Secretaria Regional da Energia, Turismo e Ambiente se tenciona “efetuar a separação física da estação de triagem da estação de compostagem e a proceder à mecanização da triagem de modo a criar condições dignas de trabalho aos trabalhadores e a melhorar a eficiência do Centro.”

O Grupo Parlamentar do BE/A quer ainda saber para quando está previsto que o Centro Centro de Processamento de Resíduos da ilha de São Jorge inicie a receção de resíduos provenientes de recolha seletiva do lixo doméstico e empresarial.

Atualmente, o Centro de Processamento de Resíduos da ilha de São Jorge, encontra-se concessionado ao consórcio EQUIAMBI/AMBITRENA pelo período de 5 anos, com possibilidade de prorrogação do contrato até ao prazo máximo de 30 anos.

GI BE Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top