Berta Cabral enaltece trabalho de Passos Coelho e Duarte Freitas a favor da Terceira

A cabeça-de-lista do PSD/Açores à Assembleia da República enalteceu o trabalho de Passos Coelho e Duarte Freitas na “procura de soluções” para a ilha Terceira, dando como exemplo a vinda de companhias aéreas “low-cost” e a criação de um regime fiscal de exceção para o porto da Praia da Vitória.

Recorde-se que estas medidas resultam de um grupo de trabalho criado por orientação do primeiro-ministro e do qual fez parte Berta Cabral, enquanto secretária de Estado da Defesa.

“São medidas importantíssimas para a Terceira. No caso das “low-cost”, destaco todo o esforço feito pelo presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, junto do governo da República. Também o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, se empenhou pessoalmente na procura de soluções para a ilha Terceira”, afirmou Berta Cabral, após uma visita ao empreendimento de turismo rural “Quinta dos Figos”, na Praia da Vitória.

A candidata social-democrata congratulou-se com o conjunto de medidas anunciadas sexta-feira pelo governo da República para a ilha Terceira e que visam contrariar os efeitos da redução do contingente norte-americano na Base das Lajes.

“Congratulo-me com o anúncio feito pelo gabinete do primeiro-ministro, através do ministro Marques Guedes, de um conjunto de medidas importantíssimas que vêm ao encontro daquilo que a ilha Terceira e o próprio governo regional pretendem”, disse.

Berta Cabral congratulou-se também pelo facto do “presidente do governo regional estar satisfeito com as soluções apresentadas pelo primeiro-ministro para mitigar o impacto da redução feita pelos Estados Unidos na Base das Lajes”.

Das medidas anunciadas pelo governo da República para a Terceira, a candidata social-democrata açoriana destacou, além da abertura às companhias aéreas “low-cost”, a reprogramação de fundos comunitários para projetos de interesse para a ilha e a negociação com a União Europeia de um regime fiscal especial para o porto da Praia da Vitória.

Relativamente à reprogramação dos fundos comunitários ao abrigo do programa “Açores 2020”, para o qual já estão destinados 1440 milhões de euros, Berta Cabral salientou que o governo da República admite aumentar esse montante financeiro para fazer face às necessidades da ilha Terceira.

GIPSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta