Home / Politica / “Bloco de Esquerda pretende lançar alarmismo na comunidade escolar”, afirma Sónia Nicolau
“Bloco de Esquerda pretende lançar alarmismo na comunidade escolar”, afirma Sónia Nicolau

“Bloco de Esquerda pretende lançar alarmismo na comunidade escolar”, afirma Sónia Nicolau

 

É com desagrado que o Grupo Parlamentar do Partido Socialista dos Açores assiste à desinformação que tem vindo a público e que poderá criar falsos alarmismos junto da comunidade escolar das Capelas: “O Bloco de Esquerda pretende lançar alarmismo na comunidade escolar”, afirma Sónia Nicolau. A deputada do Grupo Parlamentar do PS/A lembra que foi graças à intervenção antecipada do Governo Regional dos Açores que foram detetados os problemas existentes no Bloco D da Escola EBI das Capelas, uma infraestrutura construída em 1990.

Foi por solicitação do executivo açoriano socialista que a obra, do inicio da década de 90, foi analisada e que se detetou o problema. E foi na sequência desse relatório, conhecido há já um ano, que o espaço foi encerrado e deixou de ser frequentado por alunos, professores ou funcionários: “O encerramento do bloco D aconteceu em janeiro de 2016, em resultado de um estudo efetuado pelo Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), na sequência de uma avaliação às instalações solicitada pela Direção Regional da Educação (DRE) a 30 de outubro de 2015”, salienta a deputada socialista. Desde 18 de janeiro de 2016 que as aulas lecionadas no bloco afetado passaram a realizar-se num dos blocos da Escola Profissional que funciona, igualmente, na Vila das Capelas, e cujo acesso interno foi devidamente acautelado.

Sónia Nicolau sublinha, também, que “o projeto de requalificação contempla a demolição do bloco D”, pelo que o Bloco de Esquerda não tem razão. Como não tem razão, quando refere que “a falta de condições na EBI das Capelas”, uma vez que a falta de condições apontada no relatório se refere ao Bloco D.

“O BE está a gerar alarmismo na comunidade educativa da EBI Capelas, porque se sente ultrapassado pela decisão do governo em salvaguardar a comunidade educativa logo em janeiro de 2016, com o encerramento do bloco D e por este já ter garantido, através do lançamento do procedimento concursal, a requalificação da escola apresentada e discutida com a comunidade educativa”. O concurso para a requalificação da escola, cujo valor é de 8,7M€, está publicado no Diário da República desde 16 de janeiro deste ano.

GI PS Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top