Home / Açores / Bombeiros vão ter equipa para resgate com neve na Montanha do Pico, anuncia Luís Neto Viveiros
Bombeiros vão ter equipa para resgate com neve na Montanha do Pico, anuncia Luís Neto Viveiros

Bombeiros vão ter equipa para resgate com neve na Montanha do Pico, anuncia Luís Neto Viveiros

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente destacou, na passada sexta-feira, o reforço do protocolo assinado com a Associação dos Bombeiros Voluntários da Madalena para a prestação do serviço de coordenação, controlo e vigilância do acesso à Reserva Natural da Montanha do Pico, tendo em vista a aquisição de equipamento e formação de uma equipa de resgate em condições de neve.

Luís Neto Viveiros, que falava na cerimónia de assinatura do protocolo, no valor de 33 mil euros, salientou que cerca de 10 mil pessoas de várias nacionalidades escalam anualmente a Montanha do Pico, considerando “inestimável” e “imprescindível” o serviço prestado pelos bombeiros.

Nesse sentido, destacou “as ações de busca e socorro, incluindo o resgate de visitantes na montanha, o que exige preparação técnica e pedagógica dos bombeiros, viaturas e comunicações específicas, implicando despesas”.

O Secretário Regional recordou que, em 2013, na sequência de um aumento significativo registado nas subidas, foi decidido que o sistema de rastreio de visitantes na Reserva Natural da Montanha do Pico – CICLOPE, passasse a funcionar ininterruptamente durante todo o ano e 24 horas por dia.

Em 2014 foram adquiridas mais 40 unidades de rastreamento por GPS para serem utilizadas pelos visitantes na subida.

Para Luís Neto Viveiros, “esta cooperação é imprescindível à segurança dos visitantes” e, por isso, a missão dos Bombeiros Voluntários da Madalena “deve ser publicamente reconhecida”.

A Montanha do Pico, pela sua riqueza geológica, biológica e patrimonial, é uma das mais antigas áreas protegidas do país, o ponto mais alto de Portugal, um dos geossítios do Geoparque Açores e o terceiro maior vulcão do Oceano Atlântico.

O controlo das subidas é efetuado através do registo obrigatório dos caminhantes ou grupos, no início e no final da subida, através do Sistema de Rastreamento por GPS.

Para esse efeito, é entregue um rastreador que, em caso de emergência, permite entrar em contacto com a Casa da Montanha ou com os Bombeiros da Madalena, para ser ativada a equipa de resgate.

Este sistema também permite detetar os caminhantes que se perderem, permitindo que sejam orientados de volta ao trilho oficial ou resgatados.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top