Calendário repleto de provas, pontos olímpicos e sonho olímpico marcam situação atual do Judo Clube S.Jorge (c/áudio)

Este fim-de-semana a seleção Portuguesa de Judo participa no Grand Slam de Abu Dhabi, no Dubai, uma competição de nível máximo na pontuação da qualificação Olímpica. A equipa conta com o atleta do Judo Clube São Jorge Carlos luz (-81kg) que compete no sábado, dia 31 de outubro. Também este fim-de-semana, André Soares e Tiago Oliveira participam na European Cup Judo de Málaga, em Espanha.

Em entrevista recente à RL Açores, Victor Soares, o presidente do Judo Clube S.Jorge, que se mostrou muito satisfeito com os resultados do último fim-de-semana, nomeadamente a conquista da medalha de bronze por André Soares na Taça da Europa de Judo em Lund, na Suécia, e também os resultados obtidos por Filipe Soares e Lorrayna Costa que se sagraram campeões regionais, enalteceu a importância das próximas provas para os judocas jorgenses.

“De salientar que já no próximo fim-de-semana temos outra competição internacional em Málaga para estes atletas, de maneira que com islto começam cada vez mais a ganhar ritmo competitivo. No outro fim-de-semana a seguir, princípios de novembro, teremos outra prova no Brasil e ainda uma das mais importantes é também no próximo fim-de-semana, o Grand Slam que o Carlos Luz participará”, no Dubai.

Carlos Luz que continua na luta pelo sonho olímpico por uma participação nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

E nesta luta, de acordo com Victor Soares, “neste momento está tudo em aberto”, tendo em conta que “daqui até maio existe uma corria desenfreada pelos pontos olímpicos” e, neste momento, “o Carlos continuaa estar na viragem dos atletas que vão e que não vão aos Jogos Olímpicos” e, para de facto poder ir, “precisará marca mais alguns pontos nas provas desse nível”.

“Ele encontra-se num bom momento de forma, vai fazer agora uma tournée pela Ásia, depois dos Emiratos Árabes seguirá diretamente para o Japão, onde depois participará em três competições de grande nível naquela zona”, fez saber Victor Soares, no que respeita à agenda do atleta Carlos Luz.

Para Carlos Luz garantir presença nos Jogos do Rio precisa de estar nos primeiros 24 do Ranking Mundial, segundo o presidente do Judo Clube S.Jorge.

Sonho e projeto olímpico que se mantém para outros atletas do Judo Clube São Jorge, não para as Olimpíadas de 2016, mas para as próximas, em 2020, em Tóquio.

“Isso é um projeto que nós iniciámos em 2013 e queremos mantê-lo. Esta nossa experiência tem sido alucinante”, com “boas e más opções”, mas para Victor Soares o objetivo está “bem definido”, isto porque “tanto o Tiago como André, sendo terra a terra dificilmente conseguirão chegar a este objetivo para 2016”, mas “são novos”.

André Soares e Tiago Rodrigues são ambos atletas do Judo Clube São Jorge no início da carreira de seniores, “são atletas ainda que poderão ter muito que dar, 2020 será também um dos nossos objetivos”, considerou Victor Soares.

Objetivo esse que para ser alcançado necessita de “muita experiência, imensa sorte, força de vontade, um conjunto de coisas que não é fácil”, reiterando também que “é preciso financiamento”.

O Centro de Alto Rendimento de Judo que será contruído em São Jorge será também um importante passo para a consolidação destes objetivos.

“É um passo gigante para esse objetivo, neste momento a planta encontra-se em fase de finalização de pormenores, será lançada a concurso muito brevemente, terá um prazo de execução de 210 dias e penso que já no início de janeiro vamos ter a obra lançada a concurso ou adjudicada a alguma empresa”, frisou Victor Soares.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta