Home / Cultura / Casa Museu Cunha da Silveira foi inaugurada sob o tema “Do Mar À Terra – A sustentabilidade de Um Povo” e pretende perpetuar no tempo legado dos antepassados (c/áudio)
Casa Museu Cunha da Silveira foi inaugurada sob o tema “Do Mar À Terra – A sustentabilidade de Um Povo” e pretende perpetuar no tempo legado dos antepassados (c/áudio)

Casa Museu Cunha da Silveira foi inaugurada sob o tema “Do Mar À Terra – A sustentabilidade de Um Povo” e pretende perpetuar no tempo legado dos antepassados (c/áudio)

A Vila das Velas dispõe a partir de agora de uma casa museu.  A casa museu Cunha da Silveira foi inaugurada este sábado e rege-se pela temática “Do Mar à Terra – A Sustentabilidade de Um Povo”.

A maior parte das peças do museu foram doadas, havendo ainda um espaço dedicado à família Cunha da Silveira, a quem a autarquia das Velas comprou o solar onde está o museu.

Com um vasto espólio agrícola e também ligado ao mar, esta casa museu pretende, segundo o autarca velense Luís Silveira, perpetuar no tempo as ferramentas de trabalho dos antepassados.

85% do investimento foi feito pela Câmara Municipal através de fundos comunitários e 15% pelo Governo Regional através de um contrato ARAL celebrado com a autarquia.

Grande parte das peças do museu, que contou com a colaboração direta da Direção regional da Cultura na sua criação, foram cedidas por vários jorgenses, com especial destaque para a família Fontes, que quis dar vida àquelas que em tempos foram as ferramentas de trabalho da família., como nos contou Maria Vitória Baptista.

Nas salas dedicadas à terra os visitantes encontram desde carros de bois, a arados ou moinhos até à representação dos cereais cultivados em tempos em vários pontos da ilha.

Já na parte dedicada ao mar, há um bote baleeiro e material antigo utilizado na navegação.

Presente nesta cerimónia de inauguração esteve também o Secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Meneses, que elogiou a essência desta Casa Museu.

Estando a Casa Museu sediada no antigo solar dos Cunha da Silveira, adquirido em 1999 pela autarquia, há ainda uma sala dedicada a esta com registos que datam desde o século XVII até ao século XX.

Os Cunha da Silveira foram uma família com uma grande importância no desenvolvimento económico, cultural, político e social durante o século XIX, na ilha de São Jorge.

A Casa Museu estará a partir de agora aberto de terça a domingo com entadas gratuitas até ao final do ano.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografias: ©Mark Marques|Info-Fajãs

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top