Catarina Cabeceiras alerta para eventual atraso nos cuidados de saúde prestados a doentes oncológicos da ilha de São Jorge

Atendendo ao atual estado de emergência decorrente da COVID-19 e aos condicionamentos que se verificam ao nível das respostas dos serviços de saúde nos Açores, a deputada do Grupo Parlamentar do CDS-PP, Catarina Cabeceiras, pediu ao Governo Regional que prestasse esclarecimentos sobre a situação em particular dos doentes oncológicos na ilha de São Jorge.

Catarina Cabeceiras revelou preocupação pela especial vulnerabilidade dos doentes oncológicos, cuja prestação de cuidados de saúde foi sujeita a reconfiguração para garantir a sua segurança no âmbito da pandemia, uma vez que “na ilha de São Jorge, à semelhança do que acontece em outras ilhas do nosso arquipélago, não existem hospitais onde se possam realizar, quer terapêuticas sistémicas com quimioterapia, quer a radioterapia, ou até mesmo as consultas de especialidade de acompanhamento ou outro procedimento hospitalar”, pelo que estes doentes oncológicos têm de aguardar pela sua deslocação para a realização desses mesmos tratamentos.

O Grupo Parlamentar do CDS-PP nos Açores considera fundamental fazer o ponto de situação dos cuidados de saúde no âmbito da Oncologia, pelo que solicitou ao Governo Regional que informe se existem casos de doentes com tratamentos em atraso, a aguardar deslocação para a realização dos mesmos, e se esse adiamento tem validação clínica por parte do médico que acompanha o doente.

GI CDS-PP Açores/RL Açores

Deixe uma resposta