Ultimas
Home / Destaque / Catarina Cabeceiras defende que Calheta e Angra do Heroísmo não podem ficar dois anos “a ver passar navios” (c/áudio)
Catarina Cabeceiras defende que Calheta e Angra do Heroísmo não podem ficar dois anos “a ver passar navios” (c/áudio)

Catarina Cabeceiras defende que Calheta e Angra do Heroísmo não podem ficar dois anos “a ver passar navios” (c/áudio)

Na sequência da inviabilização, pela maioria socialista, da urgência e dispensa de exame em Comissão do projeto de resolução sobre as ligações marítimas diárias entre Angra do Heroísmo e a Calheta, apresentado pelo PSD, no último plenário, a Deputada do CDS, Catarina Cabeceiras, afirmou que “o adiamento do debate impede que sejam discutidas soluções efetivas e imediatas para fazerem face ao constrangimento das ligações marítimas no Grupo Central, em virtude do acidente do Mestre Simão e da decisão do Governo Regional de suspender a Linha Lilás”.

Catarina Cabeceiras referiu ainda que “é importante reforçar que o PS ao impedir o debate, demonstra que não quer contribuir para uma intervenção atempada nem quer tomar medidas a tempo de serem aplicadas antes do início da próxima operação de verão”.

A deputada do CDP-PP acusou ainda o Governo de falta de capacidade de resposta.

Catarina Cabeceiras considera também que “a solução adotada, de cancelamento da linha lilás, coloca em causa o trabalho de vários anos”, dizendo mesmo que “a Calheta e Angra do Heroísmo não podem ficar dois anos fora do mapa a ver passar navios!”.

Ora, o deputado do PS eleito por São Jorge, André Rodrigues, explicou na altura, o porquê de a maioria socialista entender que este projeto de resolução deva baixar à Comissão de Economia.

Liliana Andrade/RL Açores/GI CDS-PP Açores

Fotografia: ©Blog Porto da Calheta

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top