Home / Politica / CDS-PP apresenta proposta para pagamento único aos produtores de leite dos Açores
CDS-PP apresenta proposta para pagamento único aos produtores de leite dos Açores

CDS-PP apresenta proposta para pagamento único aos produtores de leite dos Açores

O Grupo Parlamentar do CDS-PP Açores anunciou, esta segunda-feira, a apresentação de uma proposta que visa criar um modelo de pagamento único aos produtores de leite açorianos que estão confrontados com uma das maiores crises do setor, após do fim do regime de quotas leiteiras, definindo que os pagamentos do POSEI à produção e à vaca leiteira passe a ser feito em função de um valor fixo por produtor.

Após reunir com a Direção da Associação de Jovens Agricultores da Ilha do Faial, na Quinta de São Lourenço, Graça Silveira, Vice-presidente da bancada parlamentar popular, justificou a medida com o facto “de os produtores de leite estarem a ser duplamente penalizados”, uma vez que, “por um lado estão a ver o preço pago pela indústria a degradar-se de dia para dia e quando vão receber os pagamentos do POSEI à produção e à vaca leiteira receberem menos porque estão a produzir menos”.

Neste sentido, acrescentou, o CDS-PP vai dar entrada nos serviços do Parlamento dos Açores de um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo Regional que, relativamente ao POSEI à produção, “o pagamento deixe de estar indexado à quantidade de leite produzida anualmente e passe a ser feito em função dum valor fixo por produtor” e, no que toca ao POSEI à vaca leiteira, “um sistema igual calculado com base no melhor valor dos últimos três anos”.

Graça Silveira explica ainda que, no POSEI à produção, a proposta dos democratas-cristãos possibilita, também, que “o valor seja calculado com base no melhor valor dos últimos três anos, decrescido de 5%”, bem como “cada produtor pode optar por reduzir até 20% da sua produção sem ser penalizado no pagamento do POSEI à produção”.

Quanto ao pagamento do POSEI à vaca leiteira o CDS defende que o mesmo “passe a ser feito em função dum valor fixo, calculado com base no melhor valor dos últimos três anos, decrescido de 5%”, tendo “cada produtor a possibilidade de optar por reduzir até 20% do seu efetivo sem ser penalizado no respectivo pagamento”.

A par desta iniciativa que agora foi apresentada, os populares lembraram que está à espera de aprovação, por parte da maioria socialista, desde Fevereiro passado, outra proposta do CDS que é a criação do quadro legal que visa prolongar o regime de reformas antecipadas dos agricultores açorianos, mesmo depois da União Europeia ter deixado de financiar esta modalidade de rejuvenescimento do setor.

GI PS Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top