Home / Destaque / CDS-PP estranha facto do novo Centro de dia e noite do Instituto Santa Catarina não começar a funcionar
CDS-PP estranha facto do novo Centro de dia e noite do Instituto Santa Catarina não começar a funcionar

CDS-PP estranha facto do novo Centro de dia e noite do Instituto Santa Catarina não começar a funcionar

A Deputada do CDS-PP Açores Ana Espínola indagou, esta sexta-feira, junto do Governo Regional sobre os reais motivos que levam a que o novo centro de dia e de noite do Instituto de Santa Catarina, na ilha de São Jorge, apesar de concluídas as obras, ainda não tenha sido inaugurado, nem esteja a funcionar, criando dificuldades a quem precisa daquelas valências e não criando novos postos de trabalho.

Num requerimento entregue no Parlamento dos Açores, Ana Espínola destaca o “relevante papel que as Instituições Particulares de Solidariedade Social representam para nossa sociedade”, salienta que “São Jorge é uma ilha com elevada taxa de população idosa e com carências sociais”.

“O Instituto de Santa Catarina possui um edifício pronto e completamente equipado para a sua utilização como Centro de Dia e Centro de Noite, que se encontra ainda encerrado desde a conclusão das obras de edificação”, estranha a parlamentar popular registando que o Governo Regional investiu “cerca de meio milhão de euros” nesta “importante e necessária” infra-estrutura.

A Deputada democrata-cristã afirma que “a abertura deste espaço permitiria a criação de novos postos de trabalho, tão importantes para a economia local” e acentua que, durante a última visita estatutária do Governo Regional à ilha, em Junho passado, “a anterior Secretária Regional da Solidariedade Social apenas anunciou as pré-inscriçoes para o Centro de Dia”.

Neste sentido, Ana Espínola questiona “porque razão as instalações do centro de dia e de noite do Instituto de Santa Catarina ainda não foram abertas aos utentes?”, esperando que “o Governo Regional não esteja à espera de algum ciclo eleitoral para dar instruções para a abertura do centro de dia e de noite?”.

“Para quando a entrada em funcionamento na sua plenitude do centro de dia e o de noite?”, “Quantos postos de trabalho vão ser criados neste centro?” e “Para quantos utentes têm estas instalações capacidade, por valência?”, são outras dúvidas levantadas pelo CDS-PP.

Por fim, a Deputada popular pergunta se “está ou não definida a forma de cooperação entre a instituição detentora do equipamento e o Governo Regional, por forma a possibilitar a gestão corrente em termos financeiros?” e, em caso de resposta afirmativa, “qual e quais os montantes?”.

CDS-PP/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top