CDU quer melhores condições de trabalho para os agentes da PSP nos Açores

A candidatura da CDU visitou hoje a Divisão da Polícia de Segurança Pública na Cidade da Horta e pode constatar algumas dificuldades sentidas pelos seus profissionais.

Aníbal Pires considerou que também em relação às forças de segurança “se sente o abandono por parte do Poder Central, desde logo com o problema da falta de meios humanos. O reforço, recentemente anunciado, de 24 agentes que serão repartidos pelas 35 esquadras dos Açores não é suficiente para resolver este problema”.

O candidato da CDU referiu-se ainda “às incógnitas que se levantam” com o novo Estatuto Profissional da PSP, “que não leva em conta as especificidades da profissão de polícia, em termos remuneratórios e do seu reconhecimento com uma profissão de risco”.

Aníbal Pires lembrou ainda que, tal como acontece com outros funcionários do Estado que estão colocados na Região, “os agentes da PSP não recebem qualquer complemento remuneratório, o que é uma situação discriminatória e injusta contra a qual a CDU se irá continuar a bater”.

GI CDU Açores/RL Açores

Deixe uma resposta