Centro de Saúde de Velas promove Classe de movimento

Classe de movimento é um dos campos da fisioterapia a ser desenvolvidos fora das paredes do Centro de Saúde de Velas.

A Rádio Lumena esteve presente numa sessão de classe de movimento, na passada quinta-feira, onde a fisioterapeuta Marta Cabeceiras explica do que se trata e diz estar contente com o trabalho desenvolvido.

“Estas classes de movimento, já tinham sido pensadas há algum tempo mas ainda não se tinham realizado por termos uma equipa reduzida. Com a Rita que se juntou a nós, somos agora três e assim já podemos estender a fisioterapia a outros campos que antes não tinha sido possível, como é o caso destas classes, a fisioterapia ao domicílio, a saúde escolar, a preparação para o parto e intervenção precoce.”

Marta cabeceira frisa ainda que “é importante perceber-se que a fisioterapia abrange outras áreas e uma delas é tratar a prevenção da doença, por isso, estamos muito felizes de poder desenvolver estes projetos em vários tipos da população e melhorar a sua qualidade de vida.”

Uma melhor postura e músculos mais fortes são alguns dos muitos benefícios destacados pela fisioterapeuta Rita Vieira, que afirma que “os benefícios são muitos, porque é através deste tipo de exercícios que conseguimos uma harmonia músculo-esquelética. Com estes exercícios, conseguimos um controlo do movimento que seja mais eficiente, uma melhoria da respiração, uma melhoria da mobilização e ativação muscular, ou seja, conseguimos uma maior flexibilidade e mobilidade da coluna vertebral, levando-nos a ter uma postura mais correta bem como a termos menos dores.” Adiantou Rita Vieira.

As fisioterapeutas explicaram que cada caso é um caso, e nem todos os utentes são reencaminhados para as classes de movimento. Para além disso, é necessário primeiramente marcar-se consulta.

“Dirige-se à sua médica de família, ela irá avaliar e perceber se o utente enquadra-se no projeto, caso se enquadre, é feita uma requisição de 20 sessões, dirigida à classe de movimento. Durante duas vezes por semana, as classes acontecem, o que dá à volta de dois meses.” Marta Cabeceiras afirmou que “será então durante esse período de tempo, que nós vamos ensinar exercícios de mobilidade, fortalecimento correção postural e desta forma, ajudar a que sejam introduzidos na sua rotina de vida diária. O objetivo final é que ao fim das 20 sessões o utente seja o mais autónomo possível e faça os exercícios em casa.”

As normas e o distanciamento social, são regras respeitadas aquando das sessões, explica a fisioterapeuta Marta Cabeceiras.

 “Hoje tinha oito, são a volta de 10, também temos tido em atenção ao distanciamento social. O espaço é grande e até poderia levar mais um pouco, mas para já, achamos mais seguro ser desta maneira e tem funcionado bem e as utentes têm dado um ‘feedback’ positivo.”

A Rádio Lumena esteve à conversa com duas utentes.

Aida Ávila afirma que quando começou as sessões, tinha muitas dores, no entanto, ao fim de algumas semanas, as mesmas desapareceram.

“Quando comecei tinha dores todos os dias na cervical e na base da coluna.” Adianta que “na primeira semana o pescoço foi melhorando e só ao fim de duas semanas melhoraram as costas. Já consigo estar mais tempo em pé ou sentada. Noto muita diferença.”

Por sua vez, a utente Liliana Santos afirma que as classes de movimento ajudam muito a sentir-se melhor e as fisioterapeutas são impecáveis.

“Tem-me ajudado imenso. Tinha muitas dores a dormir e no virar. Agora é muito melhor, sinto-me até mais relaxada. Tenho feito exercícios e caminhadas. As fisioterapeutas têm sido impecáveis, estão sempre a ajudar e a fazer as coisas com calma.” Quando questionada se trouxe alguma amiga, afirma que “amigas fiz eu aqui. Venho sempre conviver e damos opiniões umas às outras… adoro tudo!”

Por fim, Marta Cabeceiras deixa um agradecimento às pessoas e entidades que fazem com que estas classes sejam possíveis.

“Agradecer ao Tiago Rodrigues, à delegação do desporto de São Jorge que nos cedeu este espaço, o pavilhão do judo que é o espaço ideal e tem toda a segurança e condições que precisamos para realizar estas classes. Também não esquecendo todo o ‘staff’ existente que nos recebem muito bem e estão sempre prontos a ajudar.”

A fisioterapeuta frisa que “tudo isto só é possível com a participação, não só do Centro de Saúde de Velas, que é muito importante, mas também de outras entidades que fazem com que possamos desenvolver este projeto.” Declara Marta Cabeceiras.

Classe de movimento, uma iniciativa promovida pelo Centro de Saúde de Velas, que leva a fisioterapia mais além. Sessões a decorrer às terças e às quintas-feiras no pavilhão do Judo. A participação só é possível mediante prescrição médica.

Laura Cabral/RLAçores

Fotografia: Rita Vieira

Deixe uma resposta