Circuito do Monte da Guia, no Parque Natural do Faial, tem nova sinalética de orientação

O Circuito do Monte da Guia, inserido no Parque Natural do Faial, passou a dispor de sinalética de orientação própria para uma maior segurança e divulgação junto dos visitantes, tendo sido também reduzida a parte de asfalto existente no percurso, que tem uma extensão total de cerca de dois quilómetros.

Este circuito desenvolve-se num dos principais locais de proteção ambiental da ilha do Faial, o Monte da Guia, um vulcão com 11 mil anos de idade, e inclui as Caldeirinhas, que foi, em 1980, a primeira área marinha a ser objeto de regulamentação nos Açores.

Este local, além da sua grande importância ambiental e paisagística, possui também um passado histórico de grande interesse, atendendo a que era ali que a família Dabney, que residiu no Faial entre 1806 e 1894, passava os seus verões, deixando um património edificado, recuperado recentemente pelo Governo dos Açores, que atualmente integra a oferta do Parque Natural do Faial.

O Miradouro da Lira, a Casa dos Dabney, antiga casa de veraneio e atual centro sobre a história desta família de origem norte-americana, assim como o Aquário de Porto Pim, que foi a primeira fábrica da baleia no Faial e é atualmente uma Estação de Peixes Vivos, integram o complexo que pode ser visitado no Monte da Guia, constituindo-se como um roteiro obrigatório para quem pretende conhecer o património natural, arquitetónico, histórico e sociocultural desta ilha.

O espaço de visitação que retrata a vida da família Dabney no séc. XIX na ilha do Faial funciona todos os dias no período de verão, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Durante a visita pode ser visto um documentário sobre esta família, coproduzido pela Delegação do Faial da RTP-Açores, Direção Regional do Ambiente e Câmara Municipal da Horta.

O Aquário de Porto Pim, onde se podem ver algumas das espécies costeiras mais comuns, uma estação de transferência de peixes vivos, uma exposição sobre o Parque Marinho dos Açores e um filme sobre o mar profundo da plataforma continental contígua ao arquipélago, está aberto de terça-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

O espaço tem como objetivo a promoção do conhecimento sobre o Mar dos Açores, sendo a educação e sensibilização ambientais e a recuperação de animais marinhos sensíveis as principais missões que o Parque Natural do Faial efetua neste centro.

GaCS

Deixe uma resposta