DestaqueLocal

Conserveira Santa Catarina revalida certificação de Qualidade e Segurança Alimentar com distinção

A Fábrica Santa Catarina recebeu a sua revalidação da certificação de Qualidade e Segurança Alimentar, a IFS Food 6.1, superando o objetivo atingido no ano anterior (+2.14 p.p.).

De acordo com um comunicado da Indústria Conserveira jorgense, esta certificação IFS FOOD ascende ao mais elevado patamar de exigência na Indústria Alimentar ao nível da Qualidade e Segurança Alimentar, tendo a Santa Catarina obtido uma classificação de 97.36% (high level) na certificação IFS Food 6.1.

Esta Norma internacional IFS FOOD 6.1. pretende garantir a qualidade e a segurança alimentar de produtos e de processos, que vão do processo de produção até à comercialização. Este referencial é particularmente sensível e exigente no desenvolvimento de ferramentas de gestão de qualidade e segurança alimentar para a deteção atempada de fraudes e contaminações em toda a cadeia de produção e abastecimento desde os fornecedores de matéria prima até ao consumidor final. Neste caso na indústria de conservas: do Mar ao Prato!

A IFS Food – International Feature Standards é uma norma reconhecida pelo GFSI para certificar a segurança e qualidade dos produtos alimentares e processos de produção.

A certificação IFS tem um reconhecimento e validação internacional que permite a criação de uma imagem de marca no sector alimentar, construindo a confiança dos clientes e consumidores e abrindo caminho para novas oportunidades de mercado.

O sistema de avaliação padronizada ajuda a compreender a qualidade e a segurança alimentar de um modo holístico e transversal a toda a estrutura de fabricação, logística e cadeia de abastecimento tanto a montante como a jusante de todos os processos e recursos envolvidos.

O programa da certificação IFS FOOD melhora a compreensão dos processos de qualidade e segurança em toda a organização e em toda a sua cadeia de fornecimento estabelecendo padrões que proporcionam uniformidade e transparência em toda a cadeia de abastecimento (exigência de toda a Distribuição Moderna que exige a rastreabilidade total em toda a Cadeia de Custódia).

No comunicado em causa, a Fábrica de Conservas de Santa Catarina avança que a certificação é um processo que exige comprometimento ao mais elevado nível da organização e captação de todos os recursos disponíveis ao nível da qualidade e segurança alimentar envolvendo recursos humanos e financeiros.

A Conserveira diz mesmo que tem aqui o seu maior desafio uma vez que com uma infraestrutura já com largas dezenas de anos e que foi sendo desenvolvida em segmentos ao longo dos anos, teve de adaptar e adotar alterações de layout que envolveu grande investimento financeiro, assim como adaptação de normas e procedimentos que impactam diretamente no dia-a-dia da empresa com as desafiantes mudanças comportamentais, atingidas com sucesso, de toda a população fabril.

De acordo com o comunicado enviado à nossa redação pela Conserveira jorgense, esta Certificação abre novos caminhos de consistência, de qualidade e segurança alimentar que se vem juntar ao programa de sustentabilidade e desenvolvimento das marcas e produtos fabricados pela Indústria Conserveira Santa Catarina.

Indústria Conserveira Santa Catarina/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados

Comment here