Home / Crónicas / Crónica de Opinião – 07 de novembro de 2014

Crónica de Opinião – 07 de novembro de 2014

As palavras do João – Assessora de Passos humilha picoense

açores_radio_lumena_noticias_turismo_ilha_cronica_João_Gago_CâmaraAquando da visita do Primeiro Ministro aos Açores, de registar um episódio tristíssimo passado no Pico com a assessora de Passos Coelho para os assuntos sociais que deixou a ilha montanha surpresa e revoltada. O incidente deu-se a bordo de um autocarro que transportava jornalistas e assessores, quando Eva Cabral, a dita assessora, irritada com algumas hesitações do condutor, faz uso do seu autoritarismo, condimentado por muita falta de educação, e afronta o motorista dizendo-lhe: “avance imediatamente porque eu estou a mandar”, para, logo em seguida, ainda descontente, voltar à carga, asseverando: “pare já o autocarro e abra a porta imediatamente, porque eu estou a mandar!” Despótica quanto baste, a “madame” vociferou ainda várias ordens desencontradas ao humilde e educado senhor, e finaliza o chorrilho de impropérios rosnando que “isto com gado corria melhor!” Aí o diligente automobilista picoense replicou: “isto é que eu não lhe admito!”, confessando depois aos jornalistas nunca ter sido tão humilhado. A atitude desta “senhora” para com o profissional de camionagem levou a um silêncio constrangedor dentro do autocarro e a uma indignação que se estendeu a todos quantos ocupavam o veículo, desde assessores a jornalistas.

Este tipo de episódios infelizmente não são únicos. Enquanto jornalista, acompanhando visitas de governantes e do próprio Presidente da República, na altura Mário Soares, sempre surgia uma destas ovelhas ranhosas a borrar a pintura. Inclusivamente, recordo-me de outra “madame”, mais ou menos desta laia, a empurrar os jornalistas para que não se aproximassem demasiado do presidente, quando o “fixe” Soares sempre se mostrou manifestamente agradado com a nossa presença à sua volta.

Desconheço a origem desta “senhora” mas se não é originária de algum bairro da lata certamente deverá vir de lugar por aí perto. Julga ela que está a tratar com os condutores dos autocarros alfacinhas ou com os execrandos taxistas do aeroporto de Lisboa? Os motoristas dos Açores são gente de paz, calmos e respeitadores, coisa que ela desconhecerá na selvajaria da vida lisboeta. E depois esta gente sobe na política para posições relevantes, vai-se lá saber como! A “partidarite” é pródiga também em trazer este tipo de populaça sem berço. Recordo-me de uma frase usada por uma carismática senhora açoriana: “Á, tal mulherzinha fora das minhas graças!”, idosa que também comentava este tipo de situações, afirmando que “tem um inchaço de poder quando o poder são bolas de sabão!”

Estando na posição de primeiro ministro, sem pestanejar, exonerava já esta criatura.

João Gago da Câmara

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top