Home / Crónicas / Crónica de Opinião – 28 de fevereiro de 2014

Crónica de Opinião – 28 de fevereiro de 2014

As palavras do João – Aí está o carnaval
 
açores_radio_lumena_noticias_turismo_ilha_cronica_João_Gago_CâmaraMais um ano é passado e cá estamos a voltar ao carnaval, quadra que marca fortemente o calendário do lazer nos Açores e no mundo e a proximidade da primavera. 

O carnaval diverge nestas ilhas consoante o grupo geográfico onde ocorre. No grupo oriental, embora distando São Miguel em apenas 90 milhas da Terceira, os grandes bailes acontecem pelos salões das cidades, grande parte deles com trajos a rigor como é o caso do smoking ou do fato.  O Coliseu Micaelense, maior sala de espetáculos de Ponta Delgada, engalana-se todos os anos por esta altura e recebe milhares de convivas que dançam até às primeiras horas do dia seguinte, levando farnéis com acepipes e bebidas que vão deglutindo noite dentro. Outros bailes sucedem-se no Clube Micaelense e no Ateneu Comercial de Ponta Delgada, e a terça feira é, na capital de São Miguel, caracterizada pela grande batalha de limas na avenida marginal com camiões cheios de lutadores e outros a pé que se debatem com cargas de água lançadas em limas e sacos plásticos. Já o mesmo não se passa na Terceira onde os festejos se traduzem sobretudo em  bailinhos a predominarem no carnaval da ilha. O Teatro Angrense e os salões das juntas e casas do povo enchem-se até altas horas da madrugada para receberem os grupos de artistas, que, argutos e jocosos, satirizam a sociedade e a política do momento com música feita à medida do pensamento do povo da ilha. É extraordinário o número de participantes que envolvem estas manifestações a tocarem instrumentos de cordas, sopro,  teclas e percussão com bom gosto e mestria, dando-se também o surgimento de vozes que se revelam na ilha por esta altura do ano. Comprova-se, com efeito, ser maior o desenvolvimento musical popular nesta ilha face a todas as outras da Região. 

Era impossível esquecer aqui também o carnaval na Graciosa que anualmente vai tomando forma e vincando uma posição cada vez mais forte no panorama carnavalesco açoriano, sendo, como é, uma manifestação que leva cada vez mais gente à ilha branca. Ainda no Faial a Sociedade Amor da Pátria abre as portas aos sócios para noites divertidas de são convívio.
A todos, um bom carnaval.
João Gago da Câmara

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top