Home / Crónicas / Crónica de Opinião – 29 de julho de 2013

Crónica de Opinião – 29 de julho de 2013

Os motores aquecem…

açores_radio_lumena_noticias_turismo_ilha_cronica_Mark_MarquesEmbora estando em “modo de pausa” na vida política ativa, não posso enquanto cidadão e Jorgense, deixar de dar a minha opinião sobre o que nos rodeia, referindo-me neste caso como é óbvio, às eleições autárquicas que se aproximam a passos largos.

É já no próximo dia 29 de setembro do corrente ano, ou seja daqui a dois meses que os Portugueses e neste caso os Jorgenses, vão escolher os executivos para as Camaras Municipais, as Assembleias Municipais e Assembleias de Freguesia.

Os últimos tempos têm sido marcados por muitos episódios caricatos da nossa classe política a nível nacional, o que descredibiliza em muito, todos aqueles que estão na política para servir os que os elegeram, e que o deverão fazer com honestidade, rigor e empenho, sobretudo ter a PALAVRA DE HONRA.

Assistimos ao “jogo” da retórica política de que a culpa, ou o mal que acontece é sempre dos outros, não fosse o ditado popular tão assertivo: A CULPA MORRE SEMPRE SOLTEIRA.

As eleições autárquicas são aquelas que mais envolvem os cidadãos.

As ideologias partidárias nestas eleições deverão ficar “na gaveta”.

O que os cidadãos no próximo dia 29 de setembro vão eleger, são os homens e as mulheres que defenderão e irão gerir a coisa pública. Irão gerir os nossos concelhos e as nossas freguesias.

Sabemos que existe sempre aquela tentação de tentar associar este ou aquele candidato à ideologia deste ou daquele partido, sobretudo se isso no entender do adversário político é considerado uma mais-valia no combate eleitoral, para conquistar mais uns votos.

Assistimos ao aquecer dos motores de todas as candidaturas.

Espero que a pré-campanha e campanha eleitoral, seja feita com nível, sem ataques pessoais, sem demagogias baratas, mas sim com ideias e compromissos claros, reais e sustentáveis. 

Os candidatos devem apresentar propostas e assumir compromissos para executarem durante o seu mandato e não para apenas ganhar as eleições no dia 29 de setembro.

O futuro da nossa terra depende de cada um de nós, mas tem sempre mais impacto quando as decisões são tomadas por organismos como as Camaras Municipais ou Juntas de Freguesia.

Como atrás referi os motores aquecem e faço votos que no dia 29 de setembro quem efetivamente ganhe sejam as populações com aqueles que democraticamente irão eleger.

Boa sorte a todos.

Julho de 2013

Mark Marques

E-mail: mark_marques@hotmail.com

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top