Home / Açores / Desemprego nos Açores registou, no final de 2015, a maior redução dos últimos 10 anos 
Desemprego nos Açores registou, no final de 2015, a maior redução dos últimos 10 anos 

Desemprego nos Açores registou, no final de 2015, a maior redução dos últimos 10 anos 

O Vice-Presidente do Governo afirmou que os dados hoje revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos à taxa de desemprego no país, “confirmam que o ano de 2015 foi marcado por uma significativa recuperação e retoma do emprego” nos Açores.

“A taxa de desemprego nos Açores registou, no fim de 2015, a maior redução face ao mesmo período do ano anterior dos últimos 10 anos”, frisou Sérgio Ávila.

Segundo os dados do INE, a taxa de desemprego no final de 2015 foi 2,9 pontos percentuais inferior à verificada um ano antes, o que representa uma redução de 19 por cento da taxa de desemprego homóloga.

“Os Açores foram a região do país com a maior redução da taxa de desemprego no último ano”, afirmou Sérgio Ávila, precisando que “existiam no final de 2015 menos 3.680 Açorianos desempregados do que um ano antes (- 20 por cento) e mais 2.474 Açorianos a trabalhar”.

Por outro lado, as estatísticas do INE apontam para o facto de se registar, pelo oitavo trimestre consecutivo, um crescimento da população empregada face ao mesmo trimestre do ano anterior.

“Em termos de taxa média anual de desemprego, os Açores registaram, em 2015, uma redução da taxa de desemprego de 3,5 pontos percentuais, o que assegura que foram a região do país com maior diminuição da taxa média anual de desemprego”, frisou Sérgio Ávila, salientando que “essa diminuição foi, no último ano, mais do dobro da verificada no conjunto do país”.

O Vice-Presidente salientou também que, em termos de taxa média anual, em 2015 registou-se nos Açores uma redução de 22 por cento da taxa de desemprego, face ao ano anterior, e que existiam menos 4.946 Açorianos desempregados do que em 2014.

“Estes resultados, que permitem comparar o ano de 2015 com os anteriores, sendo positivos, correspondem a uma tendência que o Governo dos Açores pretende reforçar este ano”, afirmou Sérgio Ávila, para quem “o que foi conseguido deve apenas reforçar o empenho, a determinação e a vontade de, em 2016, incrementar ainda mais as politicas ativas de criação de emprego”.

O objetivo, segundo disse, é o de conseguir que “a diminuição do desemprego seja ainda mais acentuada este ano, de forma a que, no final de 2016, a taxa de desemprego desça mais do que os 3,5 pontos percentuais conseguidos este ano”.

O Vice-Presidente do Governo salientou ainda que “hoje existem mais 6.128 Açorianos empregados do que no início desta legislatura”, frisando que, a partir do segundo trimestre de 2015, o número de Açorianos empregados “foi sempre superior ao verificado desde o terceiro trimestre de 2011, ou seja, dos últimos quatro anos”.

“Reafirmamos que, enquanto houver um Açoriano desempregado, não estaremos satisfeitos e tudo faremos para encontrar uma solução, como já conseguimos para os milhares de Açorianos que alcançaram emprego ao longo desta legislatura”, disse Sérgio Ávila, acrescentando que o Governo tudo fará para “minimizar os efeitos da sazonalidade de algumas atividades económicas que ainda tem impacto na variação sazonal do emprego”.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top