Home / Destaque / Dia Maior do Concelho das Velas, 23 de abril, foi celebrado com o queijo e a devoção a São Jorge no centro das atenções (c/áudio)
Dia Maior do Concelho das Velas, 23 de abril, foi celebrado com o queijo e a devoção a São Jorge no centro das atenções (c/áudio)

Dia Maior do Concelho das Velas, 23 de abril, foi celebrado com o queijo e a devoção a São Jorge no centro das atenções (c/áudio)

Esta segunda-feira, dia 23 de abril, celebrou-se o Dia Maior do Concelho das Velas com destaque para a missa e Procissão em honra do Padroeiro São Jorge e para a Entronização de novos confrades na Confraria do Queijo de São Jorge.

A Matriz das Velas estava repleta para a celebração em honra do Santo Padroeiro São Jorge. A cerimónia, que é sempre especial, este ano ganhou contornos ainda mais sagrados, tendo a missa sido presida pelo Arcebispo, natural das Velas, mais precisamente do lugar da Beira, D. José Avelino Bettencourt.

Com toda a solenidade que emana de uma celebração deste cariz, em Dia Maior para o concelho, o Arcebispo voltou a ser novamente homenageado naquela que foi a Igreja onde recebeu o batismo.

Com a devoção a São Jorge a dominar o dia, após a Eucaristia, o Santo Padroeiro saiu à rua numa procissão que percorre algumas da principais artérias da Vila.

E como Dia de São Jorge é também dia do patrono da Confraria do Queijo de São Jorge decorreu, como já é hábito, esta segunda-feira, a XXI Entronização de novos confrades.

Um ato envolto de uma grande simbologia em que é pedido aos novos confrades que tenham um papel ativo na defesa do Queijo de São Jorge.

Na cerimónia, António Azevedo, Oficial de Ajusanças da Confraria do Queijo de São Jorge, relembrou que Queijo São Jorge só há um e lamentou as tentativas de imitação frequentes.

Este ano a Confraria entronizou como Confrade Honorário o Secretário regional da Agricultura. João Ponte que garantiu continuar a defender o Queijo de São Jorge, como governante e agora como confrade, realçando o facto de a agricultura continuar a ser o grande pilar da economia jorgense.

Como confrades honorários foram também entronizadas as duas autarquias da ilha e ainda a Associação de Agricultores de São Jorge.

Foram ainda entronizados confrades noviços, António Aguiar, Lena Amaral e Maria Gabriela Santos. A Confrades Efetivos passaram António Manuel Azevedo e Maria da Graça Soares. De salientar que na cerimónia de entronização, a Confraria do Queijo de São Jorge tonou-se, também, nesta cerimónia, irmã da Confraria dos Vinhos do Douro.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografias: ©Mark Marques|Info-Fajãs

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top