Dia Mundial da Juventude celebrado na Ribeira Seca “superou as melhores expetativas” (c/audio)

O dia 12 de Abril é a data em que se assinala o Dia Mundial da Juventude, data que foi também celebrada em São Jorge através de um dia repleto de atividades organizadas pela Pastoral Juvenil de São Jorge na freguesia da Ribeira Seca com o tema Reset your Life, Upgrade Jesus.

O padre Marcos Miranda, responsável pela Pastoral Juvenil na ilha, afirmou que “o dia Mundial da Juventude é, sobretudo, um dia de partilharmos aquilo que nós somos e temos de melhor”.

“Tivemos presente as várias instituições de solidariedade social da nossa ilha, conseguimos envolver as nossas câmaras municipais, conseguimos também envolver os deputados dos vários partidos de São Jorge”, frisou o responsável, dando destaque também ao facto de terem conseguido “movimentar crianças, jovens, adultos, idosos”, que ao longo do dia apresentaram os seus trabalhos, sendo que este ano o Dia Mundial da Juventude foi aberto a todas as faixas etárias.

O padre Marcos Miranda assegurou que o balanço da atividade “superou as melhores expetativas” que tinham para este dia, sendo que com a abertura a todas as faixas etárias “a adesão foi muito positiva”.

Outros membros da Pastoral Juvenil de São Jorge fizeram igualmente um balanço positivo deste dia.

Liana Machado destacou as diversas atividades que decorreram ao longo do dia e apenas lamentou o estado do tempo, tal como Dina Medeiros, também membro da Pastoral Juvenil, fez “um balanço muito positivo da atividade”, ressalvando a participação de pessoas de várias faixas etárias.

De salientar que durante a manhã decorreram vários workshops e durante a tarde realizou-se o Festival do Dia Mundial da Juventude, onde as várias paróquias da ilha e algumas das instituições de solidariedade social presentes apresentaram os trabalhos que haviam preparado alusivos ao tema “Reset your Life, Upgrade Jesus”.

Esta foi uma atividade que contou pela primeira vez com a presença do Bispo da diocese de Angra, D.António de Sousa Braga, que presidiu às celebrações religiosas juntamente com os padres das diversas paróquias da ilha.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta