Home / Açores / Diretor Regional da Agricultura destaca fabrico de “produtos de quarta gama” nos Açores
Diretor Regional da Agricultura destaca fabrico de “produtos de quarta gama” nos Açores

Diretor Regional da Agricultura destaca fabrico de “produtos de quarta gama” nos Açores

O Diretor Regional da Agricultura afirmou hoje, em Ponta Delgada, que já se fabricam nos Açores “produtos de quarta gama”, com vantagens comerciais, considerando que a “capacidade da diferenciação ambiental para acrescentar valor, pode e deve constituir o essencial da marca dos produtos açorianos”.

Fernando Sousa, que se referia a produtos limpos, cortados e embalados, falava no encerramento do seminário intitulado ‘Preparar uma Agricultura de Futuro’, onde frisou que o mercado dos produtos açorianos “já se estende para além das fronteiras da União Europeia” no que se refere à comercialização de alguns produtos, nomeadamente lácteos, o que não significa “que está tudo conseguido”.

“Existem atualmente grandes desafios a ultrapassar”, frisou o Diretor Regional, acrescentando que “é por isso que a preparação do futuro é um trabalho permanente, que merece a nossa maior atenção”.

“Os agricultores açorianos e o Governo dos Açores, têm sabido aplicar bem os apoios dos sucessivos quadros comunitários. Investiram e acreditaram que hoje podíamos estar aqui”, afirmou.

Na sua intervenção, Fernando Sousa salientou que, “embora os sinais da evolução do setor agrícola nos Açores sejam consistentes e positivos”, perante a existência ainda de debilidades e face a desafios globais, a Região vai prosseguir uma política de investimento público no setor.

“Há que prosseguir a aposta no investimento técnico, na inovação produtiva e tecnológica, quer ao nível da produção e da transformação, quer ao nível da valorização dos produtos e da exploração de novos mercados”, frisou.

Relativamente ao PRORURAL+, em fase de negociações com a Comissão Europeia, o Diretor Regional recordou que a lógica de intervenção deste programa assenta na competitividade, na sustentabilidade e na dinâmica dos territórios rurais.

“Acreditamos, e o Governo dos Açores tem-no reafirmado, que, em conjunto com a produção, transformação e comercialização, temos condições para ultrapassar os desafios por via da qualidade, da diversificação e da diferenciação dos nossos produtos”, afirmou Fernando Sousa.

GaCS

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top