Home / Açores / Diretor Regional das Comunidades salienta importância da integração dos imigrantes residentes nos Açores
Diretor Regional das Comunidades salienta importância da integração dos imigrantes residentes nos Açores

Diretor Regional das Comunidades salienta importância da integração dos imigrantes residentes nos Açores

O Diretor Regional das Comunidades afirmou este domingo, na Madalena, ilha do Pico, que a integração dos imigrantes residentes no arquipélago constitui “uma prioridade na ação do Governo dos Açores”.

“A integração de todos os cidadãos que escolhem as nossas ilhas para viver faz-se também pela promoção de iniciativas que valorizam a identidade cultural de cada um, incentivando a divulgação das especificidades da sua terra de origem”, salientou Paulo Teves, que falava na entrega dos prémios da Corrida pela Interculturalidade.

Esta iniciativa, promovida pelo Governo dos Açores, através das direções regionais das Comunidades e do Desporto, em parceria com a Associação de Atletismo do Pico, pretendeu promover a sã convivência entre povos e culturas, através da prática do desporto.

“Esta ação, para além de fomentar e relevar a importância da prática do desporto, materializa a nossa inequívoca vontade de contribuirmos para a construção de uma sociedade cada vez mais inclusiva e incentivadora do respeito pelo outro, numa verdadeira promoção da interculturalidade”, afirmou o Diretor Regional.

Para Paulo Teves, “a presença de mais de 3.600 imigrantes, de cerca de 80 nacionalidades, residentes no arquipélago é demonstrativa da multiculturalidade bem presente no nosso quotidiano”.

Na sua intervenção, considerou ser essencial divulgar a diversidade de povos e culturas existentes nos Açores, salientando que a sua integração deve ser “uma missão não apenas do Governo, das autarquias e das diversas organizações, mas sim de cada um de nós”.

“Na ilha do Pico, a presença de imigrantes é bem visível através das 34 nacionalidades que representam mais de 2,5% do total da população residente”, frisou Paulo Teves.

A prova hoje disputada na Madalena, dividida em três escalões etários e que incluiu uma caminhada, teve a participação de cerca de 100 atletas, a quem foram atribuídos diversos galardões concebidos pela Associação ARRISCA e manufaturados por cidadãos regressados compulsivamente.

A Corrida pela Interculturalidade, que teve o apoio dos três municípios da ilha do Pico, contou ainda com a participação da antiga atleta internacional Carla Sacramento, descendente de imigrantes de São Tomé e Príncipe, que conquistou o título de campeã do Mundo (1997) e da Europa (1996), tendo participado em quatro Jogos Olímpicos consecutivos (1992, 1996, 2000 e 2004) e em seis Mundiais (1993, 1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), e da atleta portadora de deficiência genética Trissomia 21, Maria João Silva, natural das Lajes do Pico, atual recordista mundial e Campeã do Mundo dos 800 Metros Marcha, bem como Campeã da Europa dos 1.500 metros planos e 1.500 metros marcha, no desporto adaptado.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top