Home / Açores / Diretor Regional realça capacidade de resposta das unidades de saúde relativamente ao pico de gripe
Diretor Regional realça capacidade de resposta das unidades de saúde relativamente ao pico de gripe

Diretor Regional realça capacidade de resposta das unidades de saúde relativamente ao pico de gripe

O Diretor Regional da Saúde terminou esta quinta-feira, em Angra do Heroísmo, um circuito de visitas aos serviços de Urgência dos três hospitais dos Açores para aferir o ponto de situação relativamente ao número de atendimentos e de casos de gripe registados.

“O plano de contingência da gripe começou a ser preparado previamente ao início formal da campanha de vacinação contra a gripe, que ocorreu a 15 de outubro de 2018. Paralelamente, em articulação com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, estamos a proceder à vigilância da gripe nos serviços de Urgência, não se registando, até ao momento, um número de casos preocupante”, adiantou Tiago Lopes.

O Diretor Regional, que falava no final de uma visita ao Serviço de Urgência do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, salientou que, num momento em que no território continental se faz sentir a incidência do pico da época gripal, nos Açores as unidades de saúde preparam-se para uma eventual intensificação de casos.

Relativamente ao número de atendimentos realizados pelos serviços de Urgência hospitalares, o Diretor Regional afirmou que apenas no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, se sentem fluxos superiores ao normal em termos de idas à Urgência.

“Este problema agrava-se pelo facto de, ao longo de todo o ano, os serviços de Urgência hospitalares possuírem taxas de casos não urgentes entre 50 a 60%. Esta situação melhora-se com uma sensibilização da população para não procurar os serviços de Urgência desnecessariamente”, frisou.

A Direção Regional da Saúde, em articulação com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores e com as Unidades de Saúde da Região, tem reforçado a importância em primeira instância da vacinação contra a gripe, salientou o Diretor Regional.

Tiago Lopes reiterou ainda o apelo para que, em caso de sinais ou sintomas de gripe, o utente contacte com a Linha de Saúde Açores (808 24 60 24) para orientação, aconselhamento e possível agendamento de consulta no Centro de Saúde.

“Dos contactos realizados, nomeadamente nas ilhas de maior densidade populacional, São Miguel e Terceira, as Unidades de Saúde de Ilha têm disponíveis mais vagas para consultas e vagas para agendamentos na sequência de contacto telefónico prévio com a Linha de Saúde Açores, existindo ainda a possibilidade de alargamento do horário de atendimento”, afirmou.

No que se refere à taxa de cobertura vacinal, o Diretor Regional realçou os dados mais recentes, com uma taxa de 47,5% em toda a Região, chamando a atenção para a ilha das Flores, com uma taxa de cobertura abaixo dos 30%.

“As Unidades de Saúde possuem ainda doses de vacina para administrar, é importante que as pessoas se vacinem, pois este é o meio de eleição para prevenir a gripe” frisou Tiago Lopes, acrescentando que “as idas desnecessárias às Urgências podem potenciar o contágio”.

“A gripe previne-se com a vacinação, não se trata com antibiótico, trata-se em casa”, afirmou o Diretor Regional.

 

 

 

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top