Home / Local / Divida do Município das Velas pode aumentar (c/audio)
Divida do Município das Velas pode aumentar (c/audio)

Divida do Município das Velas pode aumentar (c/audio)

O novo Presidente da Câmara Municipal de Velas, Luís Silveira, voltou a salientar na tomada de posse, a sua preocupação acerca da divida da autarquia, divida esta “direta e indireta na ordem dos 12 milhões de euros”, que pode vir a agravar-se e a afetar os investimentos futuros.

Segundo o autarca eleito pelo CDS-PP, esta divida do município pode vir a colocar em causa a necessidade que há de se realizarem investimentos que “possibilitem a criação de postos de trabalho” e criem uma maior “sustentabilidade da economia local”.
Luís Silveira acrescentou ainda que esta situação pode agravar-se, uma vez que o município de Velas terá de enfrentar vários processos judiciais “na qualidade de réu”, podendo assim aumentar o valor da divida.

O novo autarca do município diz mesmo que “a divida é o maior problema a ser resolvido” e que está consciente de que “este é um momento difícil e que levará o seu tempo a ser ultrapassado”, não escondendo, portanto, “a dimensão dos desafios” que a autarquia tem pela frente.

O antigo deputado da Assembleia Legislativa afirmou que há que ser realista e “ter a noção que levará tempo a construir aquilo que durante tantos anos se foi destruindo e deixando ao abandono”.

No entanto, Luís Silveira, acredita que com o tempo e ajuda de todos, será possível aos velenses voltarem a sentir orgulho no seu concelho.

O líder nacional do CDS-PP, Paulo Portas, também fez questão de marcar presença nesta tomada de posse, uma vez que esta foi uma das cinco câmaras municipais onde o CDS-PP saiu vencedor.

Segundo Portas, “este é um momento feliz para o CDS” mas também um “momento de responsabilidade”. O líder partidário realçou o “problema chamado divida” que Luís Silveira herda ao assumir este compromisso, dizendo que é por isso que defende uma política de contas certas, “porque as dividas de hoje transformam-se nos impostos de amanhã”.

Paulo Portas salientou ainda a “vocação dinâmica” para atrair investimento para a ilha e a proximidade que Luís Silveira tem com as pessoas, sendo uma pessoa muito ligada às preocupações sociais. Portas diz mesmo ter “esperança que o Luís Silveira e a gestão do CDS-PP no concelho de Velas se tornem um bom exemplo para a região e também para o país.”

Falando nesta tomada de posso dos novos eleitos na Câmara das Velas, Isabel Teixeira, presidente da Assembleia Municipal, espera que cada um defenda o concelho, colocando sempre em primeiro lugar os munícipes.

Isabel Teixeira considerou que com diálogo será possível encontrar o caminho de desenvolvimento que o concelho e a ilha necessitam.

Isabel Teixeira considerou ainda que, com criatividade existem sinais de esperança, há um novo Quadro Comunitário de Apoio, e que com o esforço feito pelo anterior elenco camarário, a autarquia tem condições financeiras para dar uma nova vida a São Jorge.

Liliana Andrade/NS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top