Duarte Freitas apela à responsabilidade na defesa dos interesses dos Açores

O presidente do PSD/Açores alertou esta terça-feira para a necessidade de não haver “precipitações” na defesa dos interesses da Região relativamente à Base das Lajes, alegando que os todos os intervenientes no processo devem agir com “responsabilidade”.

“É importante manter uma voz sintonizada entre os Açores e Lisboa na defesa dos interesses dos Açores, da Terceira e da Base das Lajes. Não é tempo para precipitações, não é tempo para ‘chinesices’. É tempo para ter muita responsabilidade e não para discursos partidários”, afirmou Duarte Freitas, após uma reunião com a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo.

O líder dos social-democratas açorianos salientou que a redução do contingente militar e laboral na Base das Lajes é “muito preocupante para Portugal e para os Açores, particularmente para os terceirenses”, mas considerou que, com o empenho de todos, pode ser encontrada uma solução.

“Os terceirenses já passaram por situações muito difíceis. Resistiram ao sismo de 80 de forma eloquente. Certamente que vamos todos encontrar uma solução, para que se possa fazer desta ameaça uma oportunidade para que a Terceira tenha esperança num futuro melhor”, defendeu.

O presidente do PSD/Açores acrescentou que a redução do efetivo militar na Base das Lajes “tem que ter consequências na relação entre Portugal e os Estados Unidos, tendo essas consequências que ser percecionadas pelos norte-americanos”.

GI PSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta