Duarte Freitas congratula-se com reposição do diferencial fiscal

O presidente do PSD/Açores congratulou-se hoje com a aprovação por unanimidade na Assembleia da República da reposição do diferencial fiscal de 30 por cento entre a Região e o continente, lembrando que se trata de “uma luta travada desde a primeira hora pelos social-democratas açorianos”.

“A reposição do diferencial fiscal, ou seja, a diminuição do IVA, IRS e IRC, vai permitir que as famílias dos Açores aumentem os seus rendimentos no próximo ano e fiquem melhor preparadas para responder ao momento difícil em que muitas se encontram”, afirmou Duarte Freitas.

O líder dos social-democratas açorianos acrescentou que a reposição do diferencial fiscal de 30 por cento constitui igualmente um “contributo fundamental para ajudar à recuperação das empresas dos Açores”.

“Algumas das nossas empresas poderão ultrapassar os problemas que enfrentam por causa da crise, outras poderão voltar a investir, criar mais postos de trabalho ou integrar nos seus quadros trabalhadores que agora se encontram em situação precária”, salientou.

Para Duarte Freitas, a aprovação desta proposta do PSD/Açores na Assembleia da República “é uma excelente notícia para todos os açorianos e um importante contributo para ajudar a economia das nossas ilhas a ganhar um novo ânimo”.

“As famílias açorianas e as empresas regionais vão recuperar cerca de 50 milhões de euros. Trata-se de uma medida de grande impacto na nossa economia e que vem responder à necessidade de atenuar os efeitos das medidas de austeridade que resultaram dos compromissos internacionais assumidos por Portugal”, sublinhou.

O presidente do PSD/Açores recordou que sempre se opôs à redução do diferencial fiscal nos Açores e que, por sua orientação, os social-democratas açorianos “tudo fizeram para tentar evitar uma medida injusta e penalizadora dos açorianos e das empresas regionais”.

“A redução do diferencial fiscal decidida pelos governos socialistas da República e da Região em 2011 retirou muito dinheiro aos açorianos e às empresas dos Açores. A reposição desse diferencial vem tornar um pouco menos difícil a vida de muitos açorianos e trazer a esperança de que 2015 será um ano melhor do que o atual”, afirmou.

PSD/Açores 

Deixe uma resposta