Duarte Freitas denuncia “impunidade” crescente do governo do PS

O presidente do PSD/Açores afirmou terça-feira que a “impunidade” da governação socialista na Região “avança com o passar dos dias”, dando como exemplo a “falta de pudor” nas nomeações para cargos no governo regional.

“Já não há pudor nas nomeações para cargos de responsabilidade na administração regional. O PS/Açores perdeu a vergonha. Usa e abusa das nomeações remuneradas à custa do erário público”, afirmou Duarte Freitas, numa sessão comemorativa dos 40 anos do partido, na Madalena.

O líder dos social-democratas açorianos salientou que, “com o passar dos anos e do tempo, o PS/Açores engorda o governo regional para poder albergar os interesses da família socialista”.

“A impunidade do Partido Socialista nos Açores avança com o passar dos dias. Hoje, o PS nos Açores é em tudo semelhante ao quadro que Sócrates pintou no país”, frisou.

Duarte Freitas referiu que esta “falta de pudor” da governação socialista nas nomeações para cargos políticos acontece ao mesmo tempo que “há tantos açorianos no desemprego e tantas famílias passam por enormes dificuldades, como os números da pobreza bem demonstram”.

O presidente do PSD/Açores acrescentou que “ao fim de 18 anos de permanência no poder o cansaço da governação socialista da Região vem ao de cima”.

“O Partido Socialista dos Açores faz que renova, faz de conta que introduz sangue novo na governação dos Açores. Mas é mera ilusão. É mais do mesmo. É uma mera mudança de cadeiras. Da Assembleia sai-se para ir para o governo. Do governo sai-se para ir para a administração da empresas públicas. Das câmara municipais sai-se para ir para o governo e do governo sai-se para ir receber avenças por serviços prestados ao longo dos anos”, disse.

PSD Açores

Deixe uma resposta