Home / Politica / Duarte Freitas quer ser um presidente próximo das pessoas
Duarte Freitas quer ser um presidente próximo das pessoas

Duarte Freitas quer ser um presidente próximo das pessoas

O candidato do PSD/Açores a presidente do Governo Regional afirmou ontem que terá “uma nova forma de governação”, assente “numa postura política, em que a proximidade com as pessoas não seja feita apenas com cartazes, mas sim a falar com elas, todos os dias”, garantiu.

Duarte Freitas afirmou-o durante a apresentação da lista de candidatos pelo círculo eleitoral de Santa Maria, onde garantiu que “fizemos um trabalho, ao longo de muitos meses, por todas as ilhas, contatando com os açorianos, indo a casa deles. Não vamos ter uma autonomia de governação para governar de Santana como se estivéssemos no Terreiro do Paço”.

“O Palácio de Santana tem de estar junto das pessoas, tem de estar aqui. Temos de estar próximos dos açorianos, não em fotografias, mas em presença pessoal. Porque só assim vamos credibilizar os políticos e perceber o que cada açoriana e cada açoriano precisam”, disse.

Duarte Freitas acusou o executivo socialista em funções de ser “um governo cansado, sem energia, sem criatividade, com vícios de 20 anos de poder”.

“Em contraponto, o PSD apresenta gente jovem, um partido renovado, um partido refrescado e aberto. Um partido disponível para oferecer uma alternativa a Santa Maria e aos Açores, porque 20 anos é muito tempo e queremos uma oportunidade para mostrar como se pode fazer diferente”.

E deu como exemplo “o que se passou em Santa Maria, em 2009, quando a câmara de Vila do Porto passou a ser gerida por um executivo do PSD, presidido pelo Carlos Rodrigues. E é só ver o que mudou e como mudou, para se perceber que é isto que queremos nos Açores. Uma mudança do que está mal, mantendo o que está bem, e dando uma nova vida aos açorianos, que só se conseguirá com uma vitória no dia 16 de outubro”, sublinhou Duarte Freitas.

O líder social democrata traçou como rumo, para o futuro grupo parlamentar do partido, “que os deputados eleitos não sejam a minha voz ou a voz do meu governo na sua ilha. Quero que sejam a voz das suas ilhas perante o PSD e perante o governo dos Açores”.

“Não é vir aqui desculpar o governo, como acontece com os atuais deputados que suportam o atual governo. É ir daqui ao governo, falar comigo e dizer o que é preciso para Santa Maria, sempre na defesa da vossa terra. Essa é a grande diferença”, adiantou.

“O que muitas vezes vimos em Santa Maria, com os deputados do PS, foi em vez de brigarem com o governo para defender os marienses, brigarem com os marienses para defender o governo”, criticou.

Duarte Freitas disse ainda que, “os compromissos do PSD são para cumprir porque, em nome da credibilidade que defendemos, só podemos prometer aquilo que vamos cumprir. E eu quero continuar a poder andar na rua e a falar com as pessoas, sem me esconder num gabinete para não prestar contas do que está por fazer, como acontece com aos atuais governantes”, garantiu.

O cabeça de lista do PSD/Açores por Santa Maria, Paulo Parece, defendeu “uma mudança na orientação dos investimentos públicos destinados a Santa Maria. Devem ser os marienses a dizer o que se deve fazer na nossa ilha, e não pode ser a elite socialista de Santa Maria a decidir por nós. Essa prática queremos que fique no passado”, afirmou.

Sobre a campanha que se avizinha, o candidato mariense avançou que “será mais um período de auscultação da nossa gente, bem mais do que um período de folclore, inaugurações e primeiras pedras. As propostas que temos estão passadas ao papel e é altura de dá-las a conhecer às pessoas. É isso que vamos fazer”, frisou.

 GI PSD-Açores RL/Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top