Empresas do setor do turismo poderão obter certificação da Marca Açores, revela Vítor Fraga 

O Secretário Regional do Turismo e Transportes anunciou esta quinta-feira, em Lisboa, que o Governo está a trabalhar na regulamentação que permitirá às empresas açorianas do setor do turismo aderir ao selo ‘Açores: Certificado pela Natureza’ já no segundo semestre deste ano.

Vítor Fraga, que falava na cerimónia de apresentação da nova imagem da Marca Açores, na Bolsa de Turismo de Lisboa, salientou que este selo será um sinónimo de boas práticas e, nomeadamente no campo ambiental, um sinónimo de qualidade e sustentabilidade.

“No fundo, um selo que reflita que as empresas que o ostentam são empresas que promovem a excelência. Um selo que contribua para o seu reconhecimento e para que seja encarado como uma mais-valia para todas as empresas e para todos aqueles que usufruem dos seus serviços”, acrescentou.

Vítor Fraga afirmou ainda que a Marca Açores é “uma marca claramente territorial que, muito mais do que um ‘logo’, traduz uma matriz de envolvência que transporta toda a nossa oferta, tanto a nível do património natural como edificado, social ou cultural”, destacando que esta marca se assume como polo agregador do que a Região tem e quer transmitir.

“Transversal a todos os setores de atividade, é claramente uma marca agregadora de valor e é com base neste valor que a Marca Açores se assume igualmente como um instrumento ao serviço de todos, um instrumento ao serviço das nossas empresas, ao serviço de todos aqueles que trabalham o destino Açores”, frisou o Secretário Regional.

Vítor Fraga sublinhou que 2015 assume-se como um novo tempo para o setor do turismo, pela implementação do novo modelo acessibilidades para a Região, assumida pelo Governo dos Açores como uma prioridade para a presente legislatura.

O titular das pastas do Turismo e dos Transportes ressalvou, no entanto, que esta revisão “não se encerra sobre si, não é um fim, mas sim um meio que nos coloca perante novas oportunidades e novos desafios”.

Nesse sentido, aponto como exemplo o do acesso a novos segmentos do mercado, que deve ser encarado “na perspetiva de adicionar valor e não de canibalizar o existente”.

Vítor Fraga assegurou ainda que o Governo dos Açores “está, como sempre esteve e estará, a trabalhar com os empresários empenhados em vencer os novos desafios”.

“Para quem encara os novos desafios como ultimatos, digo-lhes apenas que cumpram com a sua parte, porque os Açorianos, as empresas açorianas e todos aqueles que trabalham o destino saberão cumprir a sua”, frisou, salientando que o futuro deve ser encarado numa perspetiva de aproveitar oportunidades, exemplificando, ao nível da promoção, a cada vez maior importância do ‘online’ através da sua vertente digital e social media.

Vítor Fraga assegurou que o Executivo açoriano acredita estarem criadas todas as condições para que o Turismo dos Açores entre nesta nova fase prosseguindo uma estratégia de consolidação que tem vindo a ser desenvolvida nos últimos anos junto dos principais mercados emissores, através de parcerias entre entidades públicas e privadas.

“Nunca nos podemos esquecer que somos um setor jovem”, afirmou o Secretário Regional, recordando que “o setor do turismo nos Açores tem pouco mais de uma década e meia como sendo encarado como setor estratégico de desenvolvimento para a Região”.

“Naturalmente que neste período foram muitos os obstáculos que foram vencidos, muitas foram as dificuldades que foram ultrapassadas, mas também muitos foram os sucessos que foram alcançados”, afirmou.

Vítor Fraga destacou o trabalho “afincado” tanto das empresas regionais como dos parceiros que vendem o Destino Açores no exterior e que leva a que o turismo seja encarado nos Açores como um vetor de desenvolvimento e como uma força indutora de desenvolvimento de outros setores de atividade.

O Secretário Regional do Turismo e Transportes ressalvou ainda a cooperação feita no dia-a-dia com os empresários do setor, num trabalho que afirmou atingir os resultados e objetivos pretendidos pelo Executivo, frisando ainda o forte empenho e a motivação dos profissionais do turismo que têm trabalhado para obter resultados.

“Não é uma motivação de agora, é uma motivação que vem ao longo do tempo, porque só com esta motivação, com esta força, com esta determinação, é que se consegue construir algo”, afirmou Vítor Fraga, lembrando que o setor do turismo foi efetivamente construído nos Açores e encara agora a nova etapa de desenvolvimento com novas perspetivas.

“Boas perspetivas, acima de tudo, porque nos garantem que temos muito trabalho pela frente para ultrapassarmos todos os desafios com que nos depararmos, alcançando o sucesso”, afirmou o Secretário Regional.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta